São Josemaria
Favores obtidos pela intercessão de São Josemaria Escriva

Dito e feito

Etiquetas:
No início do ano de 2007, quando já tinha quase terminado a tese para me graduar como engenheiro industrial, decidi começar a procurar o meu primeiro emprego.
Seis meses antes tinha encontrado uns livrinhos muito interessantes, a Novena do trabalho, de São Josemaria. Desde esse momento tive a convicção que essa oração me ajudaria a encontrar o meu primeiro trabalho porque, antes de a rezar eu próprio, tinha-a recomendado a um dos dois meus companheiros de tese que precisava de um trabalho urgentemente, já que os pais estavam a passar por uma situação económica bastante difícil. De princípio ele não a queria rezar porque dizia ter-lhe tanta fé que, se a fazia, encontraria trabalho e não conseguiria continuar com a tese a cem por cento. Apesar de tudo, junto com um outro meu amigo e companheiro de tese, animámo-lo a fazê-la com a promessa de que o ajudaríamos não trabalhos da tese. Dito e feito: rezou a novena, avançámos com a tese, e ele conseguiu o emprego. Isto passou-se em Setembro de 2006.
Como disse ao princípio, em Janeiro de 2007, comecei a procurar emprego e, uma semana antes de enviar o meu Curriculum vitae a diversas empresas, comecei a rezar a novena do trabalho como o meu amigo tinha feito um ano antes. Havia uma empresa que me interessava muito mais que as outras, mas parecia-me muito difícil. Um amigo animou-me a tentar porque o pior que podia acontecer era que me dissessem que não. Graças à intercessão de São Josemaria e à sua novena do trabalho, passadas duas semanas, já tinha sido contratado por essa empresa na qual continuo ainda hoje a trabalhar. Depois recomendei-a ao meu segundo amigo da tese e, neste momento, trabalha comigo na mesma empresa.
E. Quintanilla, El Salvador
25 de Dezembro de 2008

Encontrei outra casa em 30 minutos
Ontem pedi intensamente a São Josemaria e a D. Álvaro que intercedessem por mim para conseguir uma outra casa arrendada, porque estou a ter problemas com o proprietário da casa onde vivo agora. Saí para procurar casa e em meia hora tinha conseguido uma. Incluo no meu agradecimento outros favores, que nunca escrevi, e que obtive por sua intercessão. Espero conseguir um trabalho melhor no próximo ano. Peço-lhes, por favor, que rezem comigo. Que o poder de Deus nos conceda uma vida santa. Deus nos abençoe e que a sua paz esteja convosco.
R.M., Quénia
23 de Dezembro de 2008

Há muitos modos de recorrer a São Josemaria
Durante o ano que agora termina, invoquei em diferentes circunstâncias a ajuda de São Josemaria. Fi-lo de diversos modos: rezando a novena, rezando a oração da estampa que trago sempre comigo ou simplesmente invocando em voz alta a sua intercessão. Quase no final deste ano de 2008, senti vontade de tornar público a todos o quanto me ajudou o fundador do Opus Dei, quanto me guiou no meu caminho e como foi importante a sua presença no seio da minha família. Relatar as múltiplas graças - ou como gosto de salientar com fervor: verdadeiros “milagres” – alongaria demasiado esta mensagem, mas quereria com estas linhas animar a todos quantos que estejam para invocar a ajuda de São Josemaria que o façam com a mais absoluta confiança de que serão escutados. Feliz Natal! Feliz Ano Novo!
Alejandro Prodan, Argentina
16 de Dezembro de 2008

Um presente de casamento
Há uns seis anos conheci São Josemaria através de um amigo neocatecumenal, que me convidou a passar uma tarde na sua casa e nos projectou um vídeo do fundador do Opus Dei. Penso que foi no próprio ano da canonização quando o conheci. Na realidade, nessa altura, eu não gostava nada do Opus Dei.
Naquela época há um par de anos tinha-me aproximado da Igreja graças a uma comunidade do Caminho Neocatecumenal. Precisamente, pela amizade com este irmão da comunidade, acedi a que projectasse o vídeo de São Josemaria. Nesse mesmo dia mudou a minha visão em relação a ele e à Obra. Vi em São Josemaria um homem normal, e as coisas que dizia pareciam-me muito normais, não como mo tinham descrito, que era o que tinha ocasionado a minha rejeição inicial. Gostei muito do vídeo. Senti que me tinha tocado a alma e decidi comprar os seus vídeos e interessar-me por saber quem era, como tinha sido a sua vida, etc. Comecei a rezar-lhe e tudo mudou para bem.
Ajudou-me muito nesta época em coisas pequenas e em coisas grandes e ensinou-me a amar Jesus. Na viagem de núpcias estivemos em Roma e fomos à igreja prelatícia de Santa Maria da Paz e aí pedi-lhe que me ajudasse nesta nova etapa da minha vida. Poder rezar junto do túmulo de São Josemaria foi um presente de casamento da parte do Senhor.
Passo a enumerar alguns dos favores concedidos:
O meu marido foi colocado há dois anos em Aguilar de la Fronteira. Fomos viver para Lucena, uma aldeia de Córdova. Aí havia um colégio de freiras onde eu desejava trabalhar. Pedi isso a São Josemaria e no ano seguinte chamaram-me para lá trabalhar.
Em 2008 o meu marido pediu transferência para “La Línea de la Concepción” e eu fui com ele deixando com muita pena o trabalho no colégio da “Puríssima” de Lucena quando acabou o ano lectivo. Próximo de “La Línea”, em Algeciras , há um colégio cuja direcção espiritual está confiada a sacerdotes do Opus Dei. Eu desejava trabalhar nesse colégio e queria que a minha irmã também lá pudesse trabalhar. Naquela altura já tinha conseguido pela Internet ter o texto da novena do trabalho de São Josemaria e comecei a fazê-la: chamaram-nos às duas no mesmo dia para trabalhar durante todo o ano nesse mesmo colégio. Actualmente só estou eu a trabalhar porque a minha irmã não podia trabalhar no horário que lhe propunham. Estou muito contente porque pude experimentar que ele me ajuda todos os dias no colégio e em casa, nas coisas pequenas, nos pormenores que a mim me custam tanto.
Também obtive favores de D. Álvaro del Portillo. Por exemplo: sempre fui considerada como tendo mau gosto para me vestir e para combinar a roupa. Pedi-lhe para me ajudar neste particular e, na verdade, consegui tornar-me mais elegante, como notam os que convivem comigo.
Cármen Maria Moncada Lacera, Espanha
14 de Dezembro de2008

Ao acabar de rezar o Glória consegui a ligação telefónica
Estava a trabalhar num Motel de Albuquerque, Novo México, desde os finais de Fevereiro de 2008. Tinha estado desempregada durante quatro meses. Rezava e rezava a Deus em primeiro lugar, a São Josemaria e a D. Álvaro del Portillo para conseguir um trabalho com que pudesse manter o meu marido. Há seis anos ele teve um ataque cardíaco e não pode trabalhar, só recebe uma pensão da segurança social pela deficiência, que não é muito, mas ajuda. A empresa disponibiliza um apartamento no próprio Motel para viver. Era um trabalho pesado mas pelo menos tinha um lugar onde viver com o meu marido e um cheque de duas em duas semanas. Em Outubro fui despedida.
No dia dois de Novembro comecei a preencher o meu formulário de desempregada pela Internet. Quando fui despedida já não tinha computador. O meu filho e a minha nora ofereceram-nos a casa e os seus computadores. No final do mês de Novembro vi que o meu formulário tinha a anotação de “incompleto”. Desesperada, uns dias depois, fui ao centro de desemprego. O funcionário disse-me que só podia pedir informações pelo telefone ou pela Internet. Expliquei-lhe que não tinha telefone em casa, só um telemóvel mas não tinha dinheiro para o carregar. Permitiu-me utilizar o telefone da sua secretária. Quando me responderam, disseram-me que teria de esperar quase uma hora até me atenderem. Tirei da minha carteira a oração da estampa de D. Álvaro del Portillo e, quando terminei de rezar o Glória, a minha chamada foi atendida. Só tinham passado vinte minutos. Agora vou receber três cheques. É uma ajuda. Continuo a pedir a Deus, à Santíssima Virgem, a São Josemaria e a D. Álvaro para encontrar um trabalho. Eles intercedem por nós. A minha mãe sempre me anima a rezar com devoção e muita fé porque Deus é Grande.
Marta G. Rankin, Albuquerque, Novo México (Estados Unidos)
7 de Dezembro 2008

Tirou-me de apuros
No mês passado, o fundador do Opus Dei tirou-me de apuros duas vezes. Tinha de ir a um encontro muito importante, mas não chegava ninguém para me substituir. São Josemaria ajudou-me a não me impacientar e consegui chegar a tempo.
Noutra ocasião tive de ir ao dentista que me pedira para ir com tempo no caso de ter de desvitalizar um dente, como lhe parecia pela radiografia. A cárie era profunda e o caso não seria fácil. Eu não tinha nem tempo nem dinheiro; pedi pois a São Josemaria que tudo corresse o melhor possível, e ofereci a Deus o contratempo. Passados alguns minutos, o dentista disse-me que não havia problema grave: a cárie era superficial e tudo se resolveu rapidamente. Agradeço ao fundador do Opus Dei tudo o que faz por mim.
Hélène Paillot, França
2 de Dezembro de 2008


As baterias espirituais também se carregam
Agradeço profundamente ao Opus Dei os meios de formação cristã. Semana após semana, carrego as baterias espirituais. Ajuda-me o exemplo de santificação nas actividades diárias, conhecer como foram os começos da Obra, como eram os primeiros que estiveram junto de São Josemaria. Enfim, mil vezes obrigado.
Gaetano Luigi Musello Farina, Equador
1 de Dezembro de 2008

Aborreci-me um pouco com São Josemaria, mas espero que ele me tenha perdoado
Dentro de pouco tempo, a minha filha mais nova faz cinco anos. Nasceu com 26 semanas e pesava 1,100 kg. Entubaram-na e puncionaram-na. Era tão pequenina que cabia na palma da minha mão. Fiquei muito impressionado quando a vi às 6 horas da manhã na UCI., recém-nascida, e telefonei a um sacerdote da Obra nosso vizinho para a baptizar ali mesmo na UCI pediátrica. Eu já a tinha recomendado a São Josemaria e fi-lo novamente com mais empenho e confiança quando vi as circunstâncias do seu nascimento.
Passados dias e depois de várias complicações (entre elas um derrame cerebral), uma tarde os médicos disseram-nos que a menina tinha uma enterocolite e que iria passar uns 9 a 10 dias muito, muito mal, e que a evolução poderia ser dura e sem garantia de não haver mais complicações. Quando cheguei a casa, contei isto ao meu pai, médico obstetra com a experiência de ter ajudado a nascer centenas de crianças. Encorajou-me muito, sabendo que o que a sua neta tinha era muito grave. De facto disse à minha mãe que deixasse de fazer botinhas, pois o mais certo era a menina morrer.
Nessa mesma noite aborreci-me um pouco (muito) com São Josemaria e fiz-lhe ver o sofrimento em que estava a criança, sobretudo porque a tinha posto sob a sua protecção aquando do nascimento. Como disse, aborreci-me um pouco com ele (espero que me tenha perdoado) e pedi-lhe que, se era para a levar, nos desse força e resignação para suportar a perda. Agora dou-me conta que foram momentos muito difíceis, mas intensos, de conversa com ele. No dia seguinte, um pouco antes da nossa visita do meio-dia, a médica da UCI telefonou para irmos falar com ela, e nós tememos o pior. Mas logo ao entrar vimos que a menina estava rosada (na noite anterior tínhamo-la deixado branca como a cal da parede) e com aspecto muito melhor. A médica só nos queria dizer que “surpreendentemente” a menina tinha ficado curada nessa mesma noite: pelas 3 horas da madrugada tinha recuperado as cores e, depois de análises e de uma ecografia, podiam afirmar que os sintomas da enterocolite tinham desaparecido completamente. Ela chamou ao facto um “milagre da natureza”, por ser agnóstica. O meu pai e eu chamamos-lhe milagre de São Josemaria, pela graça de Deus.
A minha ideia era a de enviar este relato para o agregarem aos outros, mas até este momento não tinha encontrado ocasião propícia. Não sei por que razão, esta noite lembrei-me e por isso aqui estou a escrever. Um grande abraço ao Opus Dei e a todos os que simpatizam com a Obra. Rezo muito por todos.
Enrique Cuenca, Espanha
1 de Dezembro de 2008

Uma vaga para mim
Quero-lhes deixar aqui o meu testemunho, porque me impressionou o que me aconteceu. Há um ano, comecei a rezar a Novena do trabalho, pedindo a São Josemaria que me ajudasse a conseguir um trabalho, ou pelo menos, me orientasse sobre o modo de resolver a minha vida profissional. Depois de mais de treze novenas, apareceu-me um posto de trabalho na minha área profissional. Parece-me que não rezei com muita fé, mas nunca pus a hipótese de que São Josemaria me fosse abandonar. Para mim este emprego, nestes tempos de recessão no meu país, é um milagre de São Josemaria. Rezarei para que tudo corra bem, e para que muitas outras pessoas, afectadas pelo desemprego, consigam a ajuda milagrosa de São Josemaria.
Agradecida, Argentina
28 de Novembro de 2008

Um emprego a meio tempo… por agora
Devido à reestruturação que estava a levar-se a cabo na empresa onde trabalhava, desde o ano de 2007 suspeitava que o meu trabalho podia sofrer com isso. Por essa razão, comecei a rezar a novena do trabalho a São Josemaria, junto com a minha mulher. Os meus receios concretizaram-se e fiquei sem emprego há dois meses, tal como sucedeu a muitos dos meus colegas. Foi a pior altura para perder o trabalho, em plena crise económica e com todas as empresas do meu ramo a dispensar pessoal. Por estes motivos continuámos a rezar, com mais persistência e com a força que nos deu a reza do Terço. Familiares e amigos rezaram também por mim, preocupados pela minha melindrosa situação e pela da minha família (a minha mulher e duas filhas). Foi assim que, graças à intercessão de Jesus Misericordioso, da Santíssima Virgem e de São Josemaria, consegui um trabalho. É um emprego a meio tempo, que cobrirá a metade das despesas de que necessito, mas estou muito contente e agradecido, porque sei que se trata de um milagre. Continuarei a rezar para conseguir um trabalho para o tempo que neste momento tenho livre, e para cumprir as minhas novas funções com ordem, eficiência e, acima de tudo, por Amor a Deus. Obrigado, São Josemaria!
M.T., Chile
27 de Novembro de 2008
Agradeço à minha mãe o ter inculcado em mim a devoção a São Josemaria
Quero contar a minha admirável experiência, graças a Deus, à Virgem Santíssima e a Josemaria Escrivá. Há menos de um mês, diagnosticaram um cancro ao meu marido. Para nós foi uma notícia terrível e devastadora, mas pensando com tranquilidade e com a cabeça fria entreguei-me nas mãos de Deus, da Santíssima Virgem e de São Josemaria, rezando diariamente e com muita fé. As coisas foram seguindo o seu curso, e a nosso favor. Primeiro a operação, depois os exames que indicavam que as coisas estavam no bom caminho. Há dois dias submeteu-se a uma TAC para verificarem se havia metástases, mas como estava nas mãos de Deus, da Santíssima Virgem e de São Josemaria, entregaram-lhe hoje o resultado, e o relatório indicava que estava muito bem. Estou sumamente emocionada por saber quanto eles são poderosos. Nunca acabarei de agradecer verdadeiramente por terem escutado as nossas orações. Agradeço à minha mãe que me ensinou que São Josemaria era milagroso. Também quero agradecer aos que nos ajudaram nos trâmites que era preciso agilizar; aos que se uniram a nós com as suas orações para que tudo resultasse como até agora. Apenas um passo mais, que com segurança e muita fé como até hoje, tudo se resolverá. Os meus agradecimentos infinitos a Deus, à Santíssima Virgem e ao fundador do Opus Dei pela sua cura, salvação e bondade.
Marcela Díaz Moreno, Chile
21 de Novembro de 2008

A linha do horizonte está no nosso coração
Há já alguns anos alguém me deu a estampa de São Josemaria Escrivá. Fui-lhe tendo tanta devoção que, desde aquele dia, são muitos os milagres que vou recebendo. E trago a estampa sempre comigo. Como ele dizia, no horizonte parece que o céu se une com o mar, mas onde de verdade se unem é no nosso coração, quando somos filhos de Deus Que São Josemaria aceite a minha eterna gratidão
José de la Cruz, Guatemala
17 de Novembro de 2008

Depois de receber a Unção dos doentes
Escrevo para agradecer a intercessão de São Josemaria, pois no passado dia 23 de Setembro um meu amigo médico, bastante novo, desmaiou quando estava a dar consultas. Internaram-no e veio-se a verificar-se que tinha tido um derrame cerebral muito grave. Desde então estava em coma e os médicos não davam nenhuma esperança. Disseram à mulher que dispusesse do que achasse conveniente porque podia morrer de um momento para o outro. Ela pediu a um sacerdote que lhe administrasse a Unção dos doentes. Passadas poucas horas, começou a mover a mão esquerda. Continuámos a rezar e no passado dia 24 de Outubro começou a responder com movimentos da mão. Uma semana depois, começou a tomar algumas colheres de iogurte. Ainda não fala, mas conhece-nos a todos, e já recuperou a parte esquerda. Escrevo apenas para agradecer a São Josemaria, pois ele ajudou-nos uma vez mais.
Inmaculada, Espanha
2 de Novembro de 2008

O dom do emprego.
Obrigado pelo dom… do emprego. Ao ler os testemunhos publicados aqui há um ano, animei-me a rezar e a comprometer-me a fazer mais esforços nesse sentido. Obtive já o prémio, e sempre que me ajoelho para agradecer, penso em todos os que como eu estava há um ano, e quero animá-los.
Charles, África do Sul
29 de Outubro de 2008

Optimismo perante as dificuldades
Passei por um período de grande depressão por motivo de algumas dificuldades de ordem familiar. Rezei insistentemente ao fundador do Opus Dei e recebi, pouco depois, luz para o meu caminho. As dificuldades não desapareceram totalmente mas o meu coração está tranquilo e vejo tudo com optimismo. Sou feliz, feliz! Obrigado, São Josemaria.
Luigi, Itália
24 de Outubro de 2008

O emprego com que sonhava
Venho agradecer de uma maneira muito especial a São Josemaria Escrivá pela graça de conseguir um maravilhoso emprego. Um trabalho que proporcionou-me realizar um sonho desde a época da faculdade. Não agradeço só o emprego, mas diversos pequenos pedidos atendidos. Desejo dizer a todos que publicam suas graças recebidas, desejos, esperanças, ou simplesmente uma palavra para expressar o quanto é maravilhosa a vida com Cristo e Nossa Mãe! Mas lembrem-se: nada conseguiremos sem orações com muita fé, e sem nossos esforços! São Josemaria Escrivá trabalhou muito. Que Nosso Senhor Jesus Cristo, Nossa Mãe e São Josemaria Escrivá nos abençoem para todo o sempre! Um forte abraço a todos.
Daniel Ozaki, Brasil
23 de Outubro de 2008

O bebé nascerá em Maio
Casámos há quatro anos. Temos “as nossas coisas”, porque, por vezes, há momentos maus e outros bons, mas nenhum de nós dois mudaria nada: somos muito felizes na nossa vida de casados. Tínhamos muita vontade ter um filho mas por diversas razões não o conseguíamos. Não havia maneira de chegar a desejada gravidez. Não sei se foi a ajuda do fundador do Opus Dei ou ter seguido o seu ensinamento de rezar com amor a Maria o facto é que, graças a Deus, teremos nos fins de Maio um lindo bebé. Agradecemos a São Josemaria que nos ajuda do Céu. Em acção de graças estamos a rezar uma novena a São Josemaria todas as noites.
Francisco, Espanha
23 de Outubro de 2008

Que Deus resolva tudo ao seu modo
Tenho andado angustiada por diversas crises económicas, de trabalho e pessoais na minha vida, e também por uma crise de fé. Depois de rezar e fazer novenas a São Josemaria, decidi deixar que seja Deus a resolver tudo ao seu modo. Quando a Ele lhe parecer melhor, sei que conseguirei outro emprego de acordo com o meu carácter experiência e que me preencha. Louvado seja Deus, confio em Ti. Ámen.
Auma, Quénia
23 de Outubro de 2008

Nada de medicamentos!
Há 20 anos tive um bebé. Nasceu com convulsões, andava de médico em médico, de hospital em hospital… Uns diziam que era epilepsia e mandaram-me dar um medicamento para tratar a menina, mas ela continuava com as convulsões. O tempo passava e ela continuava na mesma. Deram-me, nessa altura, a estampa com a oração de Josemaria Escrivá, e pedi-lhe do fundo do coração que interviesse junto de Deus Nosso Senhor para que aliviasse a minha filha. Ele pôs no meu caminho outro neurologista que observou o caso de Karen e disse-me: “Nada de medicamentos”. Com terapia tirou a minha filha do estado em que se encontrava. A última convulsão foi em 11 de Fevereiro de 1990. Agora a minha filha está a seguir o curso de Comunicação e faz uma vida normal. Um obrigada a São Josemaria Escrivá por ter intervido junto de Deus Nosso Senhor e ter posto no meu caminho um grande neurologista. Depois de ter curado Karen, não tivemos mais notícias dele; procurei-o e não consegui encontrá-lo. Estou em crer que ele apenas se cruzou no meu caminho para aliviar a minha filha. Obrigada.
Maria del Socorro Mucharraz Ochoa, México
17 de Outubro de 2008

Um trabalho para poder crescer como pessoa
Quero manifestar a minha sincera gratidão a Deus por me ter proporcionado um trabalho. Desejo agradecer de modo especial um milhão de vezes a São Josemaria e a D. Álvaro del Portillo por rezarem e intercederem por mim. Durante algum tempo pedi a Deus que me conseguisse um trabalho para poder crescer como pessoa e Ele ouviu as minhas orações. Apenas quero manifestar o meu enorme agradecimento por tudo e pelos muitos favores que recebi e continuo a receber através destes dois santos, que são os meus melhores amigos.
Christine, Quénia
14 de Outubro de 2008

Mil vezes obrigado, é pouco neste caso
Escrevo-lhes muito agradecido a São Josemaria por um caso impressionante que me sucedeu e que não tenho dúvida de que é um milagre pois não tem explicação alguma do ponto de vista médico ou científico. Rezei a oração para pedir a mediação de São Josemaria e fui ouvido. Tratava-se de um problema de saúde que me trazia preocupado, e, graças ao bendito e santo fundador do Opus Dei e à sua intercessão junto do bom Deus, fiquei curado. Mil vezes obrigado, é pouco neste caso, e realmente a única coisa que posso dizer é que oxalá todo o caminho que São Josemaria percorreu nesta vida seja realmente bem conhecido e bem amado, e Deus permita que mais pessoas, como eu, encontrem o seu consolo na oração confiada à sua intercessão. Obrigado mais uma vez. Deus os abençoe.
Anselmo P. Prado, Espanha
10 de Outubro de 2008

Vários favores
Quero mais uma vez agradecer ao nosso santo Josemaria Escrivá todos os milagres concedidos por sua intercessão. Em primeiro lugar pedi-lhe por um assunto de um amigo. Complicou-se, mas por milagre resolveu-se. Isto aconteceu em Julho passado. Depois, como é do conhecimento geral, o mundo atravessa uma crise e o meu país não foge à regra. Estava eu em perigo de perder o trabalho e só me lembrei de pedir a São Josemaria Escrivá o milagre de conservar o meu emprego porque a situação estava muito difícil. Rezei a novena e assim aconteceu: continuo a trabalhar, apesar de o meu contrato terminar a 30 de Agosto de 2008. E não fica por aqui. A minha filha mais nova estava grávida, e a saúde do bebé que esperava complicou-se. Eu só pedi à minha família para rezarmos a São Josemaria. Para o parto, que foi no passado 11 de Setembro, de cesariana, levámos a estampa para o hospital e ela protegeu as duas. Quer a minha filha quer o bebé estão agora muito bem. No hospital oferecemos alguns folhetos da novena do trabalho que imprimi para a fazer chegar às pessoas que atravessam momentos difíceis em determinadas ocasiões, como a mim me sucedeu, e assim encontrem a paz, a esperança e milagres como eu recebi de São Josemaria Escrivá. Agora, no berço do bebé está permanentemente a imagem de São Josemaria. Obrigado por todos os teus milagres.
John Hernan Catacora Choque, Peru
9 de Outubro de 2008

Um posto de trabalho que parecia impossível conseguir
Não sou muito devota de São Josemaria mas, movida pela fé que a minha mãe lhe tem, decidi fazer a novena do trabalho pedindo-lhe que um bom amigo meu encontrasse um emprego. A situação não era muito favorável pelo tipo de trabalho que era o seu e pela data em que nos encontrávamos (é professor e, passada já a primeira semana de Setembro, é muito difícil encontrar uma vaga, pois os colégios costumam ter, nessa altura, as vagas preenchidas). Não ter trabalho era complicado para ele tanto a nível pessoal como económico. No mesmo dia em que eu terminava a novena, telefonaram-lhe de um colégio para marcar uma entrevista e, no dia seguinte, começava a trabalhar onde agora se encontra. Não tenho a mínima dúvida de que foi pela intercessão de São Josemaria que se conseguiu este posto de trabalho que parecia impossível de conseguir.
Inês Pérez, Espanha
7 de Outubro de 2008

Aceitar a vontade de Deus é também um favor de São Josemaria
Desejo deixar consignado o meu testemunho de agradecimento a Deus através de São Josemaria. Conheci a Obra no ano de 1984 no Colégio Ecos de Málaga em que trabalhei como professor num reduzido período de tempo, mas suficiente para conhecer o espírito da santidade dos ensinamentos de São Josemaria. Não sou do Opus Dei, mas fiz minhas as suas ideias de caminho de santidade. A minha filha adoeceu há três anos e rezei a Deus através dele para que me mostrasse o caminho da esperança, e a cura da minha filha. As minhas orações produziram o seu fruto porque deram à nossa família a força e a luz da fé para ir para a frente. Hoje, que a minha filha está curada de um cancro, quero agradecer a Deus publicamente e a São Josemaria por ter intercedido por nós. Não apenas a cura do corpo foi um favor, mas também o que é mais importante: a força da esperança para continuar a viver e a aceitar a vontade de Deus.
José de Montealegre, Espanha
9 de Outubro de 2008

Os santos, nossos amigos
Quero agradecer infinitamente a São Josemaria, por ter ajudado duas criaturinhas que conheço e a quem quero muito. Uma delas é uma menina de cinco meses que foi vítima juntamente com os pais de um acidente de carro, ficando em estado muito grave, com lesões internas na sua cabecinha. Esteve na UCI com muitas complicações. Junto com o meu marido e filhos começámos uma cadeia de oração, e convidámos os nossos familiares, conhecidos e vizinhos e quem se quisesse agregar. Rezámos a Deus, à Santíssima Virgem través da admirável intercessão do nosso santo abençoado, São Josemaria. Hoje, depois de ter sido operada, já começou a beber leite e já se ri. Um muito obrigada a Deus e ao nosso Santo. Também uma aluna do meu grupo de catequese foi operada no ano passado 29 vezes em apenas dois meses. Durante esse tempo esteve na UCI, em estado grave. Conseguiu recuperar; mas teria de ser novamente operada com o fim de lhe retirarem um dreno que tinha ficado. Por isso teve de ir a Antofagasta para verem se podiam operá-la, mas sem muitas esperanças de que a fizessem porque não havia cama disponível para a internar. Rezei muito a São Josemaria na noite anterior à viagem, para que se lhe abrissem todas as portas e lhe pudessem tirar esse dreno tão incómodo para ela, pois ainda é muito novinha. Assim foi. Tudo sucedeu como eu tinha pedido a São Josemaria. Não me canso de agradecer por todas as bênçãos que nos concedeu o nosso Pai do Céu, por esses dois maravilhosos milagres: o da bebezinha e o da nossa amiga jovenzinha. Muito obrigada, Pai clemente; muito obrigada Santíssima Virgem, e muito obrigada a São Josemaria pela sua intercessão. Também pedi muito a D. Álvaro del Portillo para que nos apoiasse nesta cruzada de amor e de oração, pela cura das duas. Foram muito importantes na minha vida e também na da minha família. Peço-lhes sempre pelo meu marido e pelos filhos para que nos apoiem nos nossos trabalhos e nos estudos. Que o amor do Padre nunca nos abandone, bem como o da nossa Mãe e o dos Santos, nossos amigos. Obrigada, São Josemaria por tudo o que fazes por nós.
Elizabeth Jorquera L. Calama, Chile
4 de Outubro de 2008

A oração com fé é melhor
Escrevo-lhes para agradecer a São Josemaria Escrivá pelos favores recebidos pelo meu marido e por mim. Estávamos sem trabalho e, graças às orações, conseguimo-lo, hoje, os dois. Por isso estou convencida que é muito importante torná-lo conhecido e comunicá-lo para que as pessoas saibam e comecem a acreditar mais: que quando uma pessoa reza com fé é muito melhor. Como o mundo seria melhor se todos rezássemos e praticássemos a palavra do Senhor com frequência. Obrigada, mil vezes obrigada, e o que o mais importante: obrigada pelo filho encantador que me enviaste.
Maria Fernanda Molina, Argentina
3 de Outubro de 2008

Um filho a caminho
Escrevo um favor de uma minha amiga. Dei-lhe uma estampa de São Josemaria e disse-lhe que a rezasse com muita confiança para engravidar, como desejava. Passaram-se cinco meses e a estampa continuava no bolso: No mês de Setembro disse que lhe tinham tirado do bolso a estampa e aparecera na sala de estar da casa. Quando fez, como todos os meses, o teste de gravidez, deu negativo, repetiu-o dois dias depois, e disse a São Josemaria: “Tu que gostas tanto de crianças, por que não me dás uma?”. Voltou a verificar o resultado do teste, e era positivo. Diz que deve a gravidez ao santo que anima as pessoas a não terem medo dos filhos. Há dois anos que não conseguia ficar grávida e agora está de um mês.
Rocio Molina, Espanha
26 de Setembro de 2008

Erro, sistema irrecuperável
Quero-lhes contar um favor pequeno da vida do dia-a-dia. Estava a trabalhar no computador da casa e ele bloqueou. Encerrei-o correctamente e ao voltar a iniciar, apareceu uma mensagem inquietante: erro, sistema irrecuperável. E assim ficava. Rezei a São Josemaria para que não se perdessem os dados, e felizmente tudo voltou à normalidade. Obrigada, Padre!
Hélène, França
24 de Setembro de 2008

Conservou o emprego
Louvado seja Deus! Escrevo para testemunhar a bondade do Senhor para comigo pela intercessão do fundador do Opus Dei. Surgiu um problema no meu trabalho que podia acarretar a perda do emprego. A situação laboral em Espanha encontra-se neste momento em muito má conjuntura; todos lutam por conservar o seu posto de trabalho porque há muito desemprego devido à situação económica. O caso é que no próprio dia em que surgiu este problema no meu trabalho, comecei a rezar a oração da estampa de São Josemaria, porque já a sei de cor. De repente, recebo um telefonema da minha irmã mais velha que é do Opus Dei. Contei-lhe logo o que se passava, e ela perguntou-me se eu tinha rezado a São Josemaria. Disse-lhe que sim, e propôs-me que continuássemos os dois a rezar a Deus por intercessão do fundador do Opus Dei durante mais uma semana. E assim rezámos juntos para eu conservar o emprego. E assim aconteceu! Estou sumamente agradecido a São Josemaria pela sua admirável intercessão, e dou graças a Deus do fundo do coração por este favor, e por tantos outros favores que me têm sido concedidos graças ao fundador do Opus Dei. Queria animar todos os que passam por algum ou outro problema a rezarem com fé a Deus por intercessão deste santo, porque ele opera maravilhas.
Anselm, Espanha
21 de Setembro de 2008

Passaram oito meses e a minha mãe continua viva e com fé
Saudações amigas e votos de um dia excelente. Queria dizer-lhes que esta é a terceira mensagem que envio. A minha mãe está muito doente porque os médicos lhe descobriram um cancro gástrico de estadio IV (fase terminal). Desde que soube que ela tinha esta doença, pus-me a investigar sobre o tema e toda informação era semelhante e desoladora. No entanto, pus-me a ler sobre os milagres que Deus faz, e assim descobri São Josemaria Escrivá. Pessoalmente senti-me muito identificada com alguns relatos de pessoas que passaram por circunstâncias muito parecidas àquelas em que actualmente vivo relativamente à doença da minha mãe. E assim foi como coloquei toda a minha Fé, Esperança e muito Amor em Deus, e rezei a oração do fundador do Opus Dei. Posso contar que passaram já oito meses e a minha mãe, graças a Deus, continua viva, consciente, com muita força e com bastante fé em Deus e na intercessão de São Josemaria Escrivá. Ela reza a oração todos os dias e pede a Deus que lhe dê uma melhor qualidade de vida e recuperação rápida. Continua estável, dentro da gravidade da doença, mas a ponto de poder morrer a qualquer momento, pelo que só um milagre a pode salvar.
Talvez seja a ciência ou a medicina que podem apresentar um diagnóstico referente a uma doença, mas é Deus quem decide. Tenho muito amor e muita fé nele. Pus toda a confiança neste Santo e prometi que no dia 28 de Outubro de 2008, se Deus quiser, estarei na cripta da igreja prelatícia de Santa Maria da Paz, na sede da Prelatura em Roma. É uma viagem que exige muitos sacrifícios, devido ao tempo e à distância, mas a minha fé é muito grande e sei que a minha mãe não vai morrer. Ajudem-me por favor, com orações. É a única coisa que peço: um verdadeiro milagre de Deus.
No Chile dei a conhecer às pessoas minhas conhecidas e familiares o nome deste Santo.
Alejandra Aguilar Salinas, Chile
19 de Setembro de 2008

Superar os obstáculos
Recebi uma graça que sempre agradecerei. A minha filha precisava de ser apoiada para levar a cabo um trabalho de grande envergadura numa cidade longe da nossa. Com o auxílio que procurei por intermédio das orações conseguiu vencer os obstáculos e conseguir os seus objectivos.
Cármen Salete Souza, Brasil
18 de Setembro de 2008

Trouxe-nos de regresso sem problemas
Quero agradecer a Deus pela intercessão de São Josemaria o ter-nos permitido ao meu filho e a mim assistir ao enterro do meu pai na Nigéria em Junho de 2008, apesar de vários problemas com os nossos passaportes que pareciam impossibilitar a viagem. Também por nos ter trazido de regresso ao Reino Unido sem problemas apesar das inúmeras dificuldades com os passaportes na Nigéria. No centro do Opus Dei deram-me uma estampa com relíquia do fundador do Opus Dei, e estou em crer que isto foi-nos de muita ajuda.
Y. A., Reino Unido
17 de Setembro de 2008

Um visto
Quando foi a altura de terminar o ensino secundário, fiz uma novena a São Josemaria. Com a sua preciosa ajuda, fiquei aprovada. Isto passou-se em 2006. Como não tinha tido ocasião de lhe agradecer e dar testemunho desse favor, faço-o aqui agora. Actualmente, estou a fazer diligências para conseguir um visto e ir estudar para França. Há algum tempo voltei a fazer uma novena ao nosso muito querido santo, e no segundo dia da novena sonhei que tinha sido ouvida. Espero que este sonho seja premonitório e peço-lhe constantemente a sua ajuda: que me conceda a graça de conseguir o visto. Dentro de pouco tempo voltarei a dar testemunho do que fez por mim. Que a graça de Deus se derrame abundantemente nas vossas almas. Ámen.
Audrey, Costa do Marfim
17 de Setembro de 2008

Duas rosas brancas
Num retiro que fiz há dois em Marilauquen, fiquei a conhecer como no Opus Dei se vive a relação com Deus. Confesso que, apesar de ser uma pessoa de fé, tinha neste particular uma ideia errada. Nesse retiro vivi a religião a católica tal qual ela é, sem fanatismos mas com doutrina clara, senti-me plenamente bem. Aí conheci São Josemaria, e há pouco tempo pedi-lhe duas graças: uma para os meus filhos e outra para a minha mãe. Milagrosamente – pois para mim constituiu um sinal -, no dia seguinte, no roseiral abriram duas rosas brancas num mesmo ramo, quando ainda não era tempo de florescerem. De facto, continuam ainda a ser as duas únicas rosas abertas, símbolo de Maria, e são do tipo de flor que São Josemaria encontrou como sinal no seu caminho. Os meus filhos e a minha mãe receberam a graça que pedira para eles. Obrigada, São Josemaria.
A.R., Argentina
15 de Setembro de 2008

Encontrei o anel
Chamo-me Concetta e sou professora. Os meus pais são pessoas simples, e tudo o que fazem é à custa de sacrifícios e de economias. Há dez anos, por ocasião do fim do meu curso, ofereceram-me um anel que, passado tempo, perdi. Um sacerdote do Opus Dei sugeriu-me que pedisse o favor de o encontrar, e assim sucedeu. È verdade que já passaram alguns meses, mas o certo é que fui escutada. Embora se trate de uma coisa material, recebi uma graça.
Concetta, Itália
9 de Setembro de 2008

Em menos de um minuto
Existem muitos candidatos a serem reconhecidos como ‘Padroeiro dos objectos perdidos’, pois é uma grande proeza ajudar os ‘necessitados’ – neste caso, a necessitada – em situações limite, do género: falta uma hora para a partida do comboio, perdi o bilhete e ainda não acabei de fazer a mala; ainda por cima esse comboio que não posso perder é o que me levará ao aeroporto para tomar um voo internacional que talvez não consiga apanhar”. Uma ajuda que permita manter a serenidade e dê para encontrar inexplicavelmente o que se procura no sítio que foi visualizado três ou quatro vezes no derradeiro minuto. Foi isto que me aconteceu – nos aconteceu a uma amiga e a mim – quando regressávamos a Espanha depois de uma estadia no estrangeiro: não encontrávamos o bilhete de comboio numa situação como a descrita. O caso é que, depois de rezar a oração a S. Josemaria apareceu o bilhete em menos de um minuto ‘extra’ de busca – “ajuda que eu te ajudarei” -, pelo que publicamente lhe agradeço, e animo quantos me leram a recorrer a tão solícito intercessor.
Maria E. Garrido-L., Espanha
5 de Setembro de 2008

Contra toda a esperança
A minha mãe, a minha irmã e os seus quatro filhos tinham planeado uma viagem das Filipinas a Macau, no dia 23 de Agosto. No dia anterior todos os voos para Macau e Hong Kong foram cancelados devido a um forte tufão. No dia 23 o tempo melhorou mas, devido a erro da companhia aérea, deixaram abandonados no aeroporto internacional Clark, em Manila, a minha mãe, irmã e sobrinhos. Tiveram de passar a noite no aeroporto e quase tinham perdido a esperança de chegar a Macau. No dia 24, antes de se resignarem a voltar para casa, a minha irmã pediu repetidas vezes aos empregados da companhia aérea que encontrassem modo de lhes transferirem os bilhetes para um outro voo. Rezei a São Josemaria que as ajudasse a chegar a Macau. Contra toda a esperança, conseguiram, finalmente, sair num voo no dia 24 para estarem comigo em Macau. Pedi também ao Servo de Deus D. Álvaro del Portillo que lhes solucionasse o problema da reserva do hotel para o dia 23, ocasionado pelo cancelamento do voo. Solucionar este problema teria como efeito a minha irmã não ter de pagar uma noite a mais pela sua estadia prolongada até ao dia 26. E assim sucedeu! Afinal D. Álvaro intercedeu por mim. Muito obrigado, São Josemaria e D. Álvaro!
Z.U., Macau
26 de Agosto de 2008

Seis meses antes
Meu marido trabalhou vários anos na capital do país, Brasília, em um cargo importante, que lhe dava muito aborrecimento e roubava-o do convívio da família, pois permanecíamos no Rio de Janeiro. Aproximando-se a hora de entregá-lo, comecei a fazer a novena do trabalho seis meses antes. Conseguiu, assim, apesar das exigências do trabalho, acabar sua tese de doutorado, voltou para junto de nós e para o antigo emprego, além de terem aparecido várias propostas de consultoria. Agora que estas estão chegando ao fim, estou pedindo de novo a S. Josemaria que o mantenha ativo em sua profissão e seja justamente remunerado. Este é somente mais um dos incontáveis favores do nosso Padre à nossa família.
Maria Teresa V. S., Brasil
25 de Agosto de 2008

Próximo do começo do ano lectivo
Caros irmãos em Cristo. Desde há pouco tempo que tenho devoção a São Josemaria, embora o conheça de há longa data. Por vezes fingia não o conhecer com medo ao que pudessem dizer. Mas ultimamente sinto-me muito próximo dele, peço a sua ajuda e tenho a sensação de que me ouve e acompanha. Sou professor em duas escolas, e agora que estamos quase a começar o ano lectivo, sinto medo, angústia, etc., sobretudo ao pensar que tenho de voltar concretamente para uma das duas escolas. Peço a São Josemaria que me ajude, fazendo com que afaste de mim essa angústia e medo, ou então obtendo-me do Senhor a graça de não ter de ficar colocado nessa escola. Aproveito para lhes pedir a vossa ajuda de orações. Prometi rezar o Terço todos os dias, pois é uma devoção que sempre me custou muito, e que sempre acabei por abandonar. Obrigada por lerem estas minhas palavras. Imploro a bênção de Deus para todos.
Juan Carlos, Espanha
16 de Agosto de 2008

Um favor “de encomenda”
É meu intento relatar o favor que São Josemaria me fez durante uma noite. Estava em tratamento por causa de um entorse num dos tornozelos, e uma numa tarde, de regresso a casa, dei-me conta que me tinha começado doer também a barriga da perna direita sem causa aparente. Comecei a rezar a São Josemaria dizendo-lhe que não queria ir outra vez à urgência médica. Era véspera de sexta-feira e vinha aí o fim-de-semana bastante cheio. Dormi as primeiras horas, e então acordei com as dores… Continuei a pedir, durante algum tempo, repetindo a oração da estampa, insistindo que o meu desejo era acordar sem dores. E assim foi! Agradeci-lhe, e a perna não voltou doer-me. Às pessoas conhecidas que encontrei nesse dia contei-lhes que tinha recebido um favor “de encomenda”.
Adhelma Maria, Argentina
12 de Agosto de 2008

Uma petição
A São Josemaria Escrivá apenas peço que interceda pelo meu namorado para que Deus o ilumine e lute pelo nosso namoro: Que ele nos conceda também a graça de nos casarmos. Há 8 anos que namoramos e sei que ele é o amor da minha vida.
A.R., México
5 de Agosto de 2008

Com vinte dias de vida
Ponho-me em contacto convosco para lhes transmitir o meu testemunho sobre a forma como São Josemaria me ajuda quando lho peço, em momentos críticos que me acontecem no exercício da minha profissão. Sou médico neonatologista e pediatra, e trabalho em terapia intensiva nas duas especialidades. Há pouco tempo tive um caso de um doente grave L.S.T.N. que durante a evolução de uma pneumonia manifestou uma insuficiência renal aguda. Numa criança de 20 dias de vida é uma patologia de alta percentagem de mortalidade porque o tratamento final para esta patologia é a diálise peritoneal, pois os rins não recuperam rapidamente. Como o meu doente teve uma insuficiência renal grave, com anúria (não produzia nenhuma urina) com três dias de evolução, a sua única oportunidade de sobreviver era aplicar-lhe esse tratamento. Antes de começar a primeira diálise, comecei a pedir a São Josemaria que ajudasse este bebé para que os pequenos rins voltassem a funcionar de novo, o que aconteceu depois de 8 diálises peritoneais. Neste momento, o menino já foi para casa ao cuidado dos pais. Este é mais um testemunho dos milagres que São Josemaria realiza. Obrigado.
Júlio César Barros, Argentina
30 de Julho de 2008

Favor de Buenos Aires
Escrevo para agradecer a São Josemaria Escrivá por ter intercedido pela minha filhinha que, com apenas doze dias de vida, teve de ser operada ao coração - aperto da aorta e comunicação intraventricular. Chegámos ao Hospital Universitário Austral, em Pilar (Buenos Aires), e foi ali, no dia da operação, na capela do Hospital, que pedi pela nossa bebé a São Josemaria. Saiu da operação, e esta revelou-se um êxito total: passados sete dias deram-lhe alta, e o seu pós-operatório foi também excelente. Obrigada, São Josemaria.
Nasarena Montiel, Argentina
Julho de 2008

Um trabalho para o meu marido
Comecei a novena do trabalho a São Josemaria, e peço que ele me ouça. O meu marido está sem trabalho, e gostaria que São Josemaria o ajudasse a encontrar um. Prometo ir à igreja de Santa Maria da Paz, assim que o conseguir.
Angeles, Espanha
23 de Julho de 2008

São Josemaria acompanhar-me-á em tudo, a partir de agora
Chamo-me Griselda Paredes, e sou de Santiago del Estero, Argentina. Vivo na capital desta província, sou professora do ensino básico, e este ano, depois de muito tempo, comecei os estudos da “Licenciatura em Administração Escolar”, na UNSE (Universidade Nacional de Santiago del Estero). O primeiro exame - Introdução à Sociologia - foi a 21 de Junho. Para mim constitui um sacrifício enorme continuar o curso pois não posso dedicar muito tempo ao estudo já que tenho de trabalhar, tenho dois filhos, e um deles é deficiente profundo e tenho de cuidar dele. Casualmente encontrei o vosso site e fui à oração de São Josemaria. Rezei-a com tanta fé… que dias depois fui ver a nota do exame… tinha ficado aprovada com 8!!! Obrigada, SÃO JOSEMARIA ESCRIVÁ… Estou plenamente convencida que ele me acompanhará, a partir de agora, em tudo. Obrigada, do fundo do coração!!
Griselda Paredes, Argentina
Julho de 2008

Ajuda-me a encontrar um trabalho
São Josemaria, ajuda-me a encontrar um trabalho. Peço-te que me ajudes a conseguir um trabalho digno onde possa realizar-me pessoal e profissionalmente. E, quando o conseguir, ajuda-me a realizá-lo com a maior perfeição possível.
Mercedes, Peru
21 de Julho de 2008

Passo a passo
Estou a tentar continuar a fazer a minha vida, apesar de uma depressão que teima em não me largar. Contudo, quando rezo a São Josemaria, sinto muita calma. Sei que me pode ajudar-me a seguir em frente. Hoje mesmo dou início a uma novena para lhe pedir que me guie passo a passo neste meu caminho, deixando para trás a depressão.
Pilar L., Peru
18 de Julho de 2008

Procurarei ser mais atenta, mas agora ajuda-me…
Passei um grande susto quando o meu computador, com muita informação em memória, falhou e deixou de funcionar repentinamente, sem responder a várias tentativas. Alguns documentos poderiam ser repetidos, o que significava um trabalho enorme, mas muitos outros nem sequer com horas de dedicação poderiam recuperar-se, pois diziam respeito a contas e balanços cuja base estava no próprio computador. Muito preocupada, rezei uma novena a São Josemaria, com a confiança de que, pela sua intercessão, me concederia o favor de poder voltar a usar o computador, o mais breve possível e sem perder os ficheiros. E assim aconteceu… Estou muito contente (e encaro o facto como uma chamada de atenção para, daqui em diante, fazer bach up contínuos da informação). Muito obrigada, São Josemaria.
Maria José, Chile
15 de Julho de 2008

Agradecer
Quero agradecer a S. Josemaria Escrivá por ter escutado o meu pedido, por fazer-me sentir tão serena quando rezo a sua oração. Obrigada, meu querido santo, por ter surgido na minha vida e na minha família.
Marisol M., Argentina
14 de Julho de 2008

Uma novena
Hoje comecei uma novena a São Josemaria, quero que ele disponha de um bocadinho para mim, que me ouça. Tenho um filho pequeno, e dificuldades com o meu marido, embora nos queiramos. Queria que São Josemaria nos ajudasse. Por esta intenção, vou deixar de fumar, e rezar todos os dias a sua oração.
Pilar, Espanha
12 de Julho de 2008

Paz no meu lar
Na minha casa e na minha família fez-se sentir a influência estranha de pessoas que se dedicam a actividades esotéricas e a fazer o mal. Ante esta situação, pela graça de Deus, rezei com muita devoção a São Josemaria para que intercedesse pela minha família e por mim, e especialmente desde o dia 26 de Junho de 2008 comecei a sentir paz no meu lar e também no trabalho. Obrigada, São Josemaria, por ter intercedido por nós, junto de Deus Nosso Senhor.
Luís G., Peru
11 de Julho de 2008

Depois de numerosos obstáculos
Recusaram a minha candidatura ao mestrado precisamente antes da data em que terminava o meu curso. Rezei a oração a São Josemaria, sem saber o que fazer e triste pelo choque. E, depois de numerosos obstáculos, fui readmitida. Agora estou a trabalhar para terminar o relatório do projecto, e espero que mo aprovem a tempo. Obrigada, São Josemaria.
Continua a ajudar-me também para que as culturas da minha quinta se desenvolvam, para conseguir as receitas suficientes, e se resolvam os problemas de trabalho.
Lina, Quénia
9 de Julho de 2008

55.00 quetzales perdidos no autocarro
Envio-lhes cordiais saudações desta bela Guatemala. Há uma semana a minha oitava filha (tenho 11 filhos) pediu-nos dinheiro para pagar a excursão do colégio onde estuda. A quantidade era de 55.00 quetzales, e ela perdeu-o, o que significava não poder já tomar parte na excursão tão desejada por ela com os seus coleguinhas. Telefonei ao seu professor para o informar do sucedido, e ele disse que iriam procurar na sala de aula. Nesse momento pedi, por intercessão de São José Maria, com muita confiança e devoção. No dia seguinte, chegou a nossa casa o autocarro que transporta as crianças para o colégio, e qual não foi a alegria da minha filha ao ver que o dinheiro estava no chão do autocarro. Este autocarro tinha sido utilizado na tarde anterior e tinham entrado outras pessoas que poderiam tê-lo apanhado, e não foi assim. O dinheiro foi recuperado na sua totalidade. Gaby foi à excursão e vinha muito feliz. Devo isto à confiança plena que tenho na intercessão de São José Maria Escrivá. Não tenho a menor dúvida. È assim mesmo. Ámen.
Maria Elena López de Árias, Guatemala
8 de Julho de 2008

Passou nos dois exames
O meu filho ficou reprovado em duas disciplinas e, se não passasse, teria de sair do colégio. Um sacerdote sugeriu-me que rezasse a São Josemaria. Assim o fiz, e fui à Missa no dia da sua festa, no dia 26 de Junho na Catedral de St Patrick, de Nova Iorque. O meu filho passou nos dois exames na segunda época e poderá continuar no colégio. Graças à intercessão de São Josemaria junto de Nossa Senhora e de Jesus. Que Deus vos abeçoe a todos.
Don Pfail, Garden city, NY; EUA
4 de Julho de 2008

Um novo emprego o mais breve possível
Gostaria de agradecer a São Josemaria a sua intercessão na procura de um emprego. Rezei a Novena do trabalho. Quando a rezei pela primeira vez, um meu antigo colega falou-me de uma proposta de trabalho na sua companhia. Entusiasmei-me e apresentei-me no trabalho. No entanto, não tinha recebido nenhum telefonema para uma entrevista nesse trabalho. Continuei a rezar a novena do trabalho, mas para ser franca, estava a começar a ficar um pouco decepcionada. Pedia a São Josemaria que me ajudasse a encontrar um trabalho, que ele pedisse a Deus que me encontrasse um novo emprego o mais breve possível, mais concretamente quando regressasse de uma breve ausência de minha casa. Pedi também a D. Álvaro que rezasse por mim. Regressei no sábado e tive uma entrevista de trabalho na segunda-feira, e nesse mesmo dia propuseram-me um trabalho! Agradeço a São Josemaria e a D. Álvaro pela sua intercessão, e peço que continuem a rezar por mim para que desempenhe bem o meu novo trabalho. Mas o mais importante: Que Deus seja sempre a minha prioridade número um.
Jocelyn, Singapura
2 de Julho de 2008

O meu “companheiro de viagem”
São Josemaria tem sido o meu “companheiro de viagem” desde a minha infância, mesmo muito antes da sua beatificação. É a primeira vez que escrevo para dar o meu testemunho, e assim uma carta não é suficiente para contar os muitos favores que, por sua intercessão, me foram concedidos. Favores pequenos e grandes, para mim e para os meus. Recorro sempre a ele. Às vezes chego a ter vergonha de o “meter” em assuntos muito terrenos da minha vida diária, mas ele sempre está ali para me ajudar. E posso dizer com toda a certeza que não consegui nada de importante na minha vida sem lhe rezar pelo menos uma vez a oração da estampa. Tenho-lhe muita fé e um carinho muito grandes! Escrevo agora para tornar público o meu agradecimento pelo favor mais recente (não o último; continuarei a recorrer à sua intercessão). Estava há muitos meses desempregada e minha procura não tinha dado frutos. Decidi então rezar uma novena a São Josemaria, para “ordenar” a grande quantidade de orações dispersas que tinha rezado. E o favor pedido foi-me concedido, precisamente no passado 26 de Junho: que dia melhor? Continuarei a rezar para que todos os meus projectos laborais se concretizem como é meu desejo e necessito. E para desmpenhar este trabalho com ordem, dedicação e entusiasmo. Obrigada, São Josemaria!
M.C.G., Chile
30 de Junho de 2008

Pai e guia
Para mim São Josemaria é para mim um pai santo, carinhoso e um guia. Em todas as circunstâncias difíceis da minha vida faz-me sentir a sua presença, vem em meu auxílio, dá-me alguma pista para que esteja consciente de que ele vela por mim. Estou certa de que intercedeu sempre pelo bem da minha família e pelo meu. Não encontro palavras para descrever o grande afecto que sinto por este pai santo. É com grande entusiasmo que irei participar amanhã na celebração sua festa para agradecer a Deus Nosso Senhor este pai espiritual que me deu.
Bernardette Anzola Delgado, Espanha
25 de Junho de 2008

Novamente em casa
Com mil problemas, depressão e solidão… Cometi muitos e muitos erros. Abandonei um tratamento médico e isso levou-me a pôr em risco os estudos e tudo aquilo por que tinha lutado, pois tive uma recaída. Procedi mal. Defraudei muitas pessoas. Perdi amigos. Mas pedi a São Josemaria que me ajudasse a sair da fossa, e ele conseguiu. Agora, por fim, voltei para casa, procurando melhorar dia a dia. Livrou-me de muitos perigos e aproximou-me de pessoas que me protegeram, porque vir a ter até mesmo problemas legais. Agora procuro ser feliz em cada dia: a felicidade e a santidade estão na vida diária, como disse São Josemaria.
P.L., Peru
23 de Junho de 2008

Procuro sempre dar as estampas de São Josemaría
Conheci São Josemaria Escrivá pouco tempo antes de se tornar santo. Fui convidada por uma amiga da Paróquia Santo Antônio do bairro do Limão - SP, para ouvir umas palestras, frequentar um centro do Opus Dei e ter direção espiritual. Confesso que tudo isso foi muito bom em minha vida!!
No ano de 2002 (meados de novembro) comecei a entregar currículos para atuar na minha área de formação e rezava todos os dias pedindo a intercessão de São Josemaría Escrivá. E no mês de janeiro do ano seguinte, meu pedido foi alcançado. No fim do ano de 2005 engravidei e 2 meses depois tive ameaças de aborto, devido a uma má formação no útero, novamente roguei pela intercessão de São Josemaria e fui atendida !! Hoje meu filho tem 1 ano e 10 meses e é super sadio !
Procuro sempre dar as estampas de São Josemaria para amigos e conhecidos que pedem por oração. Confio na intercessão de São Josemaría, pois sei que ele está ao lado do Senhor e junto com Nossa Senhora. Um forte abraço,
Juliana J. B., Brasil
21 de Junho de 2008

Saiu-se muito bem
Desejo agradecer ao nosso São Josemaria Escrivá as muitas bênçãos que nos tem concedido. A minha mulher ia ser avaliada no seu local de trabalho para decidirem se continuava, devido a restrições financeiras. Nessa manhã recomendou-se a Josemaria Escrivá, e saiu-se muito bem, com possibilidades de ser nomeada. Também no meu trabalho, graças à intercessão do nosso Santo, como nunca deixarei de repetir, estou bem cotado, embora não faltem inimigos, e sei que o meu São Josemaria Escrivá me protegerá deles. Abençoa a minha filha, que está á espera de bebé, e o meu filho nos estudos, pois ambos são teus fiéis devotos. Muito obrigado por tudo, e caminharemos sempre seguindo a tua luz. Abençoa-nos.
John Catatora, Peru
8 de Junho de 2008

Mudança de casa
Queria pedir que, como estamos no mês de S. Josemaria, e a minha família tem um assunto pendente – solucionar a mudança de casa para uma maior -, se poderiam rezar mais pessoas (eu estou a rezar ao fundador do Opus Dei pelas necessidades de todos os que recorrem à sua intercessão) para que antes do fim do mês tenhamos feito a escritura da moradia e a venda do nosso andar, e para que não haja problemas com os bancos; é uma situação difícil, porque Espanha está a passar por uma crise económica. Se tudo se resolver bem, escreverei contando tudo, e muito obrigada desde já por rezarem.
Rocio, Espanha
9 de Junho de 2008

Uma coisa de loucos
Trago no bolso a estampa de Josemaria. Cada coisa que faço torna-se potente e espantosa, quando trabalho sinceramente pelo bem dos outros. Ontem, os meus amigos muçulmanos e siks, da terra de Gandhi, rezaram juntos por uma pequena igreja que estava a cair. Só agora me dou conta de como este facto é extraordinário. Desde há um tempo a esta parte estávamos a santificar o nosso trabalho em companhia destes amigos de outras religiões. Parece uma coisa de loucos!
Sandro, Itália
7 de Junho de 2007

Hoje o meu filho já tem trabalho
Pedi orações pelo meu filho Juan que não conseguia arranjar trabalho. Neste momento já o conseguiu. E, por este meio, agradeço com todo o meu coração ao meu amadíssimo Senhor Jesus e à sua Santíssima Mãe, sua e nossa, e à intercessão de São Josemaria o facto de o meu filho já ter trabalho. Obrigada, Padre, mil vezes obrigada.
Beatriz Martin, Argentina
16 de Maio de 2008

Tinha um certo medo
Fui operado há oito dias a um dos joelhos. Em princípio tratava-se de uma operação simples, mas tinha um certo medo. Rezei muito a São Josemaria e, e graças a Deus, tudo correu bem.
Alfonso, Espanha
14 de Maio de 2008

Parecia impossível conseguir um lugar na mesma empresa
Prometi a São Josemaria Escrivá que, se a minha oração fosse escutada, escreveria este testemunho sobre a sua intercessão maravilhosa que nunca falha. Despediram-me da empresa em que trabalhava desde há 15 anos. Foi o caso mais doloroso da minha vida profissional. Rezei com muito empenho a São Josemaria Escrivá e a D. Álvaro del Portillo para conseguir um posto de trabalho com umas características bem concretas; e uns dias depois apareceu um anúncio a propor vagas para esse tipo de trabalho no site da nossa empresa. Enviei o meu pedido, marcaram-me uma entrevista, e uma semana depois, estava admitida. Agora trabalho para a mesma empresa de sempre, sem solução de continuidade. Atribuo o facto à intercessão de São Josemaria e de D. Álvaro, porque parecia impossível conseguir um lugar na mesma empresa, até porque nesse mês despediram uma centena de empregados, e todos tentaram voltar a trabalhar para a empresa. Deus é misericordioso e é tão bom! Obrigada a São Josemaria e a D. Álvaro del Portillo pela sua intercessão poderosa.
Carolyn, EUA
11 de Maio de 2008

Escutou-me
Tenho de agradecer a São Josemaria o ter-me escutado e permitido que o meu filho mais velho conseguisse uma empregada para um meu negócio, estando ele à frente. Espero que entre os dois aguentem o negócio. Obrigada pela tua protecção, e ajuda os meus filhos.
Delia, Espanha
3 de Maio de 2008

Um lugar fixo
No passado dia 4 de Abril, recebi um telefonema da Universidade para um lugar que ficara vago, pois a pessoa que o ocupava encontrava-se à espera de bebé e precisavam de alguém para a substituir durante três meses. A verdade é que é um pouco difícil conseguir trabalho aqui na Universidade. Como os nicaraguenses costumam dizer, é preciso ter grandes conhecimentos para o conseguir, e o meu grande conhecimento foi Deus e, claro, São Josemaria a quem tinha pedido me concedesse um trabalho, e assim aconteceu. Tenho probabilidades de ocupar a vaga, e peço-o do fundo do coração que assim aconteça. Se conseguir o lugar fixo, comunicá-lo-ei.
M.A.M.G., Nicarágua
5 de Maio de 2008

Um passo adiante, no fim de cada novena
Comecei uma novena a São Josemaria Escrivá porque me estava a preocupar o facto de ter de recorrer continuamente ao meu chefe a lhe pedir dinheiro para levar por diante a companhia para a qual trabalho. Desde há uns anos a esta parte, tem tido saldo negativo e custava-me pedir ao meu chefe mais dinheiro de três em três meses. O meu chefe é inglês e vive para o trabalho. Pela sua maneira de ser, tenho confiança na sua promessa de permanecer muito tempo na Ásia, mas devido à falta de ingressos, afligi-me e a minha fé vacilou. Para mais, custa-me pedir-lhe dinheiro sabendo que o tira do seu próprio bolso. No mesmo dia, ou um dia depois de começar a novena, durante a minha aula de artes marciais, a senhora com quem estava a praticar perguntou-me de repente se estava interessada em dar formação aos novos empregados de um banco. Disse-lhe que a minha companhia não costuma fazê-lo, embora estivéssemos habilitados para o isso, mas que iria pensar no assunto. As negociações continuaram e, depois de mais três novenas, na sexta-feira passada, assinámos o contrato no valor de vinte mil dólares. Previamente tivemos alguma ou outra complicação, incluindo uma que ameaçava deitar tudo por terra e criar muita desconfiança. Contudo, sempre que rezava outra novena pedindo a ajuda de São Josemaria, dávamos um passo em frente e o intermediário apresentava a solução. Ele é cristão, não sei se católico, e às vezes pergunto-me a mim mesma se o facto de ele estar aberto à Providência divina facilitou o processo. Agradeço do fundo do coração a São Josemaria por ser tão paciente e me ajudar sempre. O dinheiro será suficiente para a minha companhia se ir aguentando, e isso dá-me muita serenidade. Espero que sirva também para consolidar a unidade entre os que estamos a trabalhar juntos no projecto.
Anne, Singapura
4 de Maio de 2008

Perdão, com toda a minha alma. Obrigado
Quero por este meio declarar um favor concedido por São Josemaria: durante todo o ano passado a minha mulher e eu andámos à procura de trabalho, mas só conseguíamos trabalhos muito mal remunerados, e a situação foi-se agravando ao ponto de afectar a nossa relação como casal.
Depois, e durante o mês de Janeiro do presente ano, propuseram à minha mulher um trabalho mais de acordo com a sua profissão e com melhor ordenado. Passados uns dias foi a vez de me proporem a mim um trabalho bom com condições semelhantes e também de acordo com a minha profissão.
Contudo a situação foi tomando um carácter um tanto nebuloso pois a nenhum dos dois nos confirmavam o trabalho, por motivos diversos. E as semanas foram passando quando me avisaram que já não me iam dar o emprego que esperava, e o trabalho da minha mulher também não chegou a concretizar-se.
Nesta situação, as discussões entre nós foram sendo mais frequentes; já não nos suportávamos e a tensão era muita.
Por fim e perante a pressão e o desespero, fui à paróquia de Guadalupe, em São José, para rezar e pedir a Deus que me ajudasse. Enquanto rezava e chorava, porque já não enxergava que fazer nesta situação, senti que alguém olhava para mim: foi quando voltei para ver e vi como a imagem de gesso de São Josemaria se fixava em mim sorrindo, e senti que podia recorrer a ele, que podia confiar na sua intercessão.
E, pedindo a sua intercessão, assim rezei a seguinte oração:
“São Josemaria, santo construtor da bondade e da vontade de Deus, para o mundo, para a família, para o trabalho e para as pessoas.
Concede-me pela tua santa intercessão um trabalho para honrar a Deus no dia-a-dia, dedicando-o a Ele e à sua vontade, como tu o manifestaste na tua vida, no teu trabalho e obras”. Senti uma grande calma, e acompanhei a minha oração com sete Pai-nossos, sete Ave-Marias e sete Glórias.
Passados dias a proposta de trabalho da minha mulher concretizou-se, e na semana seguinte a penúltima proposta de trabalho, que se tinha desvanecido por motivos que eu desconhecia, foi-se concretizando e, duas semanas depois, já estava certa.
Quero, pois, por este meio agradecer a São Josemaria. E também por este meio quero pedir perdão a São Josemaria e ao Opus Dei, por eu ter sido durante muito tempo um opositor das suas propostas, e por os ter criticado em muitos aspectos sem ter um conhecimento verdadeiro sobre essa instituição. Tinha-me deixado levar por falatórios e por um revés pessoal que atribui, sem motivos, a pessoas do Opus Dei.
Quero, por este meio, pedir perdão a todos os membros dessa instituição e prometer não voltar a proferir nenhuma crítica. Peço perdão de todo o coração, e obrigado.
G.M.M., São José da Costa Rica
23 de Abril de 2008

Difundir a estampa do fundador do Opus Dei
Tínhamo-nos mudado para outra cidade, no outro extremo da província. Eu estava convicta de que D. Álvaro tinha conseguido tudo com grande perfeição – a venda da casa, a compra da nova, e a mudança -. Por isso a minha fé na intercessão de D. Álvaro e de São Josemaria ia-se consolidando na minha vida. E foi assim que decidi levar sempre comigo uma estampa na carteira para poder compartilhar esta fé com outras pessoas, como sinal de agradecimento a Deus pela sua intervenção na minha vida. Um dia, quando estava a comprar o uniforme do colégio para os meus filhos, ouvi dizer à dona da loja que o marido se encontrava sem trabalho e que a vida estava a tornar-se difícil. Não a conhecia, não sabia se era cristã, e sentia alguma insegurança, mas dei-lhe a estampa e disse-lhe que São Josemaria sempre me tinha ajudado quando lhe tinha rezado. Agradeceu-me e deu-me a entender que era cristã. Fiquei com a sensação de que me tinha agradecido só por educação, que iria guardar a estampa sem a rezar. Ao voltar para casa decidi rezar a estampa por ela e pelo marido. Isto passou-se por volta de Fevereiro a Março de 2007.
Bastantes semanas depois, fui novamente a essa loja. Era no mês de Junho de 2007. Timidamente perguntei-lhe como iam as coisas, lembrando-lhe que era eu quem lhe havia dado a estampa. Contou-me que o seu marido tinha encontrado um bom emprego com bons companheiros de trabalho. Tinha sido uma feliz solução para toda a família. Expliquei-lhe então que no dia 26 de Junho era o aniversário da morte de São Josemaria e que nesse dia se iria celebrar uma Missa especial. Respondeu: “Agora sei por que razão o meu marido arranjou o emprego em Junho”.
K., Canadá
22 de Abril de 2008

Paciência e bom humor
Tenho pedido muitas coisas a São Josemaria e ele sempre arranjou tempo para me ouvir e para me ajudar. Há pouco tempo consegui um trabalho pelo qual muito ansiava. Agora peço-lhe que me dê paciência e bom humor em cada dia. Obrigado, São Josemaria! Obrigado, meu Jesus!
Karim, Peru
18 de Abril de 2008

Dois amigos inseparáveis
Bem… escrever um dos milagres apenas daqueles que São Josemaria, o fundador do Opus Dei, me obteve de Jesus seria egoísta da minha parte, porque ele me tem ajudado tanto na minha vida que seria impossível escrever pouco sobre tudo isso. Começando pelo meu itinerário de conversão quando uma minha amiga me convidou a ir a um centro do Opus Dei, passando pelas inúmeras petições que lhe dirijo em todos os momentos da minha vida e que ele carinhosamente atende para me ajudar com a sua intercessão. No meu trabalho é incrível quanto me tem ajudado: há pouco tempo tive um caso muito complicado (sou advogada) em que pensávamos nunca chegar a acordo; tínhamos reuniões seguidas, e nada; mas, de repente veio-me à ideia esta jaculatória e disse-a do fundo do coração: São Josemaria, tira-me desta agonia! E querem crer? Por fim resolvemos o assunto!
E não digamos de D. Álvaro: graças à sua intercessão pagaram-nos um caso que resolvemos, quando julgávamos que não o pagariam.
Tudo o que disser é pouco sobre o que São Josemaria e D. Álvaro nos ajudam a mim e à minha sócia, no dia-a-dia. Bendigo e louvo a Deus por estes dois grandes santos que nos presenteou, e que são testemunho do amor de Cristo para com a humanidade.
São Josemaria e D. Álvaro: dois amigos inseparáveis de Cristo. Obrigada, meu Jesus, por eles!!!
Maria Alvarez, Venezuela
16 de Abril de 2008

Sair bem de uma causa injusta
Quero agradecer o favor que Deus me concedeu, por intercessão de São Josemaria, a quem pedi me ajudasse a sair bem de um processo judicial injusto interposto contra mim. Graças a São Josemaria, consegui provar que alguém tinha falsificado a minha assinatura num contrato que desconhecia em absoluto.
A. Alemán, Costa Rica
10 de Abril de 2008

Há cinco anos
Escrevo este e-mail para comunicar que no ano de 2003 me ‘agarrei’ à estampa de São Josemaria Escrivá e obtive o que, com todas as forças da minha alma, lhe pedi. Hoje faz cinco anos que se cumpriu o que pedi com a maior angústia no coração, e ainda trago comigo essa estampa de São Josemaria. Pensei então que devia comunicar a graça que obtive por sua intercessão.
Estou muito agradecido ao fundador do Opus Dei: tenho-o sempre presente no meu coração.
E.E. Almendras Banegas, Argentina
9 de Abril de 2008

As medalhas de atletismo e tiro aos pratos
A minha mãe faleceu no dia 7 de Abril passado. Alguns dias depois uma das minhas irmãs e eu estivemos a arrumar as suas coisas. Depois de nos parecer que tínhamos revisto tudo o que tinha guardado, não encontrámos uma caixa onde conservava, com estima, um conjunto de medalhas relativas a prémios que o meu pai tinha obtido em campeonatos de atletismo e de tiro aos pratos. Todos os meus irmãos tinham gosto em ficar com algumas como recordação e nós procurámo-la afincadamente, sem sucesso. A minha irmã tem muita devoção a Santo António (de Lisboa, como dizemos em Portugal, já que nasceu e viveu em Lisboa, mas que nos outros países é conhecido por Santo António de Pádua onde também viveu e acabou por morrer). Ela rezou a Santo António que lhe tem concedido muitos favores. Eu rezei a S. Josemaria Escrivá e pedi a Deus que, já que a intercessão dos santos reverte no maior bem das pessoas que a eles recorrem e das que têm conhecimento dessas graças, me desse alguma indicação de quem teria obtido este favor junto de Deus. Mais tarde, no dia 18 de Abril, vim a encontrar a caixa das referidas medalhas dentro de um saco que a agência de viagens, que tratou da minha ida a Roma para a canonização de S. Josemaria, tinha dado a cada pessoa do grupo. Fiquei convencida que encontrar as medalhas foi, de facto, um favor de S. Josemaria a quem agradeço e continuo a pedir pelos meus irmãos.
M.J. Rebelo
Lisboa, 20 de Abril de 2008

Exame prático de condução
Encontrava-me em vésperas da parte prática do exame de condução, muito nervosa e preocupada por não saber estacionar bem, insegura quanto ao resultado da prova. Na noite anterior decidi pesquisar na Internet orações para me ajudarem no exame, e encontrei a de São Josemaria Escrivá. Rezei-lhe com muita fé, e o facto é que fiquei aprovada no exame. Como prometi que daria testemunho desta graça, aqui estou para o fazer deixando o meu depoimento nesta página.
Cristina, Espanha
11 de Abril de 2008

Testemunho de um milagre
Há uns anos fui a uma consulta médica: as queixas eram cefaleia e edema a nível do rosto. Fizeram-me uma radiografia e diagnosticaram-me nessa altura sinusite frontal. Depois de um tratamento sem sentir quaisquer melhoras, decidiram fazer outros exames, entre eles, uma TAC à cabeça sendo detectada uma massa fronto-parietal; como as dúvidas persistissem, mandaram-me fazer outro exame: uma ressonância magnética que revelou um meningioma do tamanho de uma ameixa. O médico informou-me das consequências que teria esse tumor à medida que ele fosse crescendo: aumento do volume da cabeça, saliência dos olhos e cefaleia contínua. Foi muito penoso dar-me conta daquilo que me estava a acontecer, e iniciei o tratamento indicado pelos neurologistas sem melhoras aparentes. Então lembrei-me que dias antes tinha lido o livro de Josemaria Escrivá e seus milagres, e para dizer a verdade agarrei-me a ele. De tal modo que ao começar a rezar-lhe, fui notando melhoras. Chegou a data do controle médico: mandaram-me fazer uma nova ressonância magnética. Foi tal a surpresa tanto do médico como de mim própria ao ver que tinha desaparecido o meningioma, que se não tivéssemos os exames anteriores, ninguém acreditaria neste milagre. É por isso que quero pô-los a par do que me sucedeu, que o divulguem, e me orientem para saber o que devo fazer para o enviar para Roma. Muito obrigada por me darem atenção.
Atribuo este milagre ao sacerdote e fundador do Opus Dei e continuo a rezar a sua oração.
Luz Mery, Colômbia
2 de Abril de 2008

A 28 de Março
Recebi um favor de São Josemaria e de D. Álvaro del Portillo ontem, 28 de Março, dia do aniversário da ordenação sacerdotal de São Josemaria. Tinha decidido assistir a um congresso internacional da Universidade de Illinois, em Chicago, Estados Unidos, em Junho do presente ano, e precisava de um subsídio quer para a inscrição quer para a viagem de avião. Escrevi pelo menos duas vezes para a organização do congresso, pedindo que me isentassem do custo do congresso - uma quantia substancial. Contudo não recebi resposta. Entretanto, pedia a São Josemaria e ao Servo de Deus Álvaro del Portillo que intercedessem por esta petição. Decidi escrever de novo aos responsáveis do congresso no dia 28 de Março. Antes de o dia terminar, recebi a resposta informando que me isentavam do custo do congresso. Fico muito agradecido pela intercessão de São Josemaria e de D. Álvaro del Portillo!
Z.U., Macau SAR
29 de Março de 2008

Graças à novena do trabalho
Tinha pedido a São Josemaria que me ajudasse a terminar os estudos universitários com uma média superior a 70% e assim sucedeu. Estou-lhe profundamente agradecido e sei que agora me irá conseguir um bom trabalho graças á novena do trabalho.
Patrice, República do Congo
31 de Março de 2008

À primeira
Queria aceder à Internet como o faço quase todos os dias. E não consegui. Tentei várias vezes, inclusivamente utilizando outros programas que normalmente funcionam. Nada. Como é o meu instrumento de trabalho, senti um pouco de pânico. Comecei a rezar a São Josemaria, embora um pouco distraída porque não me saía da cabeça aquele problema. À tarde tentei outra vez para ver se tinha de levar o modem a um técnico especializado. E funcionou à primeira. Muito obrigada, Padre.
A.S., Alemanha
28 de Março de 2008

Consegui vender a minha loja
Agradeço a São Josemaria por ter atendido ao que lhe pedi: conseguir vender a minha loja. E embora me parecesse impossível uma solução para o caso, um dos meus filhos decidiu ser ele a comprar-ma. O facto veio resolver uma coisa que pensei ser de difícil solução. Obrigada, Padre, por me teres ouvido.
Delia, Espanha
27 de Março de 2008

Luz ao fundo do túnel
Consegui um trabalho através da novena do trabalho a São Josemaria. Não foi de um dia para o outro, mas rezar a Novena foi certamente uma grande ajuda neste caso. Rezei-a duas vezes seguidas. Da primeira vez comecei a rezá-la sozinha, mas soube de uma outra senhora que também andava à procura de trabalho e enviei-lhe as folhas da novena. Decidi que, da segunda vez, diria a todos os meus para a rezarem comigo. Copiava todos os dias as partes da novena e enviava-as por e-mail à minha família espalhada pelo mundo, depois era a vez de eu a rezar. Saber que a minha mãe, o meu pai e os meus irmãos, com uns tantos amigos, formávamos uma comunidade de oração, deu-me confiança, e constituía um apoio para mim quando saía de uma entrevista que não tinha corrido muito bem.
O mero facto de se me ter apresentado esta oportunidade de trabalho foi já um milagre. A empresa já tinha terminado a procura. De princípio entraria para um escalão baixo, mas por uma qualquer razão pude apresentar-me para um escalão superior. Por esses dias estava a ponto de aceitar outro trabalho temporário, mas não estava muito convencida porque teria de sair com frequência para fora da cidade, e tenho dois filhos pequenos. Por este motivo tinha de saber quanto antes o resultado da minha nova pretensão.

O processo era bastante exigente. Há duas semanas tive de me submeter a dois testes e, quando estava a fazer a parte das contas, a máquina calculadora não funcionou. E depois vinham os testes de língua e raciocínio. Parecia-me ter voltado à escola. Evidentemente não tive bom resultado no teste das contas, mas as pessoas que tomavam conta desse assunto foram muito compreensivas e permitiram que o repetisse, e puseram à minha disposição duas máquinas calculadoras. Estou em crer que o incidente foi positivo para mim, porque já estava à frente dos outros concorrentes. A bem dizer, da segunda vez saiu-me bem o teste, e aos olhos dos examinadores, passei de incapaz a um génio matemático.
A segunda parte do processo era igualmente exigente: uma entrevista e uma apresentação de uma hora. Devo ter-me saído muito bem porque me contrataram no próprio dia da entrevista: exactamente aquilo que eu necessitava!
Em todos os aspectos o meu novo emprego é melhor que outros. Fica próximo de onde trabalhava anteriormente e, como estrangeira neste país, o que nos é familiar é de grande conforto para o nosso estado de ânimo. Poderei, assim, continuar a encontrar-me com antigos colegas de trabalho para tomar um café.
Vou continuar a rezar a novena do trabalho para que me ajude a desempenhar bem as novas tarefas, e para pedir por outras pessoas que andam à procura de emprego ou querem fazer bem o trabalho que desempenham.
Y.D., Irlanda
11 de Março de 2008

Mais um milagre
Obrigado, São Josemaria Escrivá. No dia 26 de Fevereiro contei que havia dificuldade na renovação do meu contrato no meu local de trabalho. Recomendei-me ao nosso santo São Josemaria Escrivá, e da sede central comunicaram-me que me apresentasse para assinar a renovação do contrato neste dia 13 de Março. É um milagre que Josemaria me concede, porque por meio da sua intercessão consegui este trabalho que é bem remunerado, e com a sua protecção permaneço nele. Quero agradecer também aos que me apoiaram com as suas orações ao nosso santo São Josemaria Escrivá, como pedia no meu testemunho anterior. Como agradecimento estou a elaborar calendários grandes para difundir os seus milagres de modo a sermos mais os que recebem as suas bênçãos. Nesta zona do meu país precisamos muito, porque é a mais pobre da América Latina. Nunca me cansarei de agradecer. Os meus filhos e a minha mulher são seguidores fiéis de São Josemaria. Abençoa-os. Obrigado, e guia-me para continuar a desempenhar bem as minhas funções.
John Cataroca, Peru
19 de Março de 2008

Mais do que me tinha atrevido a pedir
Consultei este site depois de receber um e-mail da minha irmã sobre o Opus Dei. O meu negócio estava a ir muito mal, e eu a ponto de desanimar. Tinha perdido toda a esperança. Para mais casei-me há pouco tempo e a minha mulher, que é estrangeira, depende de mim em tudo. Pedi a São Josemaria que intercedesse por nós. Pedia apenas uma pequena ajuda, mas recebi muito mais do que me tinha atrevido a pedir ou a esperar! Tudo me foi concedido: a minha família e o meu negócio salvaram-se. Pedi também para ser digno do amor que a minha mulher me tem. Sei que tudo isto me foi concedido pelo nosso Salvador e pela nossa Mãe Santíssima por intercessão do nosso santo muito amado. Obrigado! Escrevo este testemunho porque a minha oração foi ouvida.
D.C., Estados Unidos
15 de Março de 2008

À procura de outra coisa
Não é a primeira vez que escrevo para agradecer a São Josemaria as inúmeras graças concedidas. Há um ano tinha perdido uma jóia de maior valor estimativo que monetário. Estava com muita pena porque não conseguia encontrá-la quando, ao receber a vossa newsletter, me lembrei de pedir a São Josemaria que me ajudasse a recuperá-la. A minha surpresa foi grande quando à noite, à procura de outra coisa, apareceu milagrosamente! Obrigada, São Josemaria, pela tua intercessão.
Azucena, Suiça
14 de Março de 2008

Obrigada, e agora é tempo de trabalhar!
O meu filho precisava de conseguir uma bolsa para poder prosseguir os seus estudos. Depois de rezar uma novena a São Josemaria conseguiu obtê-la; agradeço-lhe de todo o coração em nome de toda a família. Mas o mais importante foi notar como ele nos ouvia enquanto rezávamos. Desse seu sorriso da estampa chegava até nós um influxo que inundava a alma e nos enchia de esperança. Agora estou certa de que o meu filho saberá aproveitar e valorizar a ajuda recebida. Obrigada, e agora é tempo de trabalhar!
G.S.S., Espanha
11 de Março de 2008

É a primeira vez que me acontece
Pediram-me que levasse um relicário e outros objectos para um futuro oratório. Disseram-me que, à saída do aeroporto apresentasse as facturas e que assim me devolveriam o imposto. Tentando encontrar este departamento, quase ia perdendo o voo. Tive de correr muito e durante o trajecto ia dizendo a S. Josemaria: “por andar a tratar dos teus assuntos, que grande aflição se não chego a tempo”. Ainda por cima levava muita bagagem. Dez minutos depois, respondeu-me com ‘factos’: nos voos – um de onze horas e outro de cinco – mudaram-me para a primeira classe por diversas razões. Confesso que viajo muito e é a primeira vez que isto me sucede. Quando contei isto a uma amiga, ela disse-me: “é que as coisas de Deus merecem bem ser “o primeiro”.
Cármen Lucas Callejas, Honduras.
10 de Março de 2008

Ouviria com toda a certeza as minhas orações
Estava no 9º ano e acabava de fazer os últimos exames. Estava a passar por momentos de muita tensão, porque não tinham sido fáceis. Então veio-me à lembrança uma imagem da minha paróquia que me tinha chamado a atenção mas da qual nada sabia. Essa imagem era de S. Josemaria Escrivá. Nessa altura senti-me tão intrigada com essa imagem que queria saber quem era, que tinha feito e, principalmente, qual o significado do Opus Dei. Fui à Internet e consegui as respostas que desejava. E então vi também uma série de testemunhos e, sem saber porquê, sentia que era ele quem me podia tirar dos apuros e que me ouviria com toda a certeza as minhas orações. Imediatamente, e com grande confiança, comecei a rezar-lhe. Prometi que se passasse para o 10º ano escreveria o meu testemunho. Hoje, dia 10 de Março de 2008, passei para o 10º ano. Agradeço de todo o coração ao Senhor Jesus e a São Josemaria Escrivá. Sinto-me abençoada e feliz. Louvado seja Deus!
L.S., Índia
10 de Março de 2008

Se for menina chamar-se-á Maria José e se for menino, José Maria
Olá, sou de Piura, Peru. Escrevo porque há uns meses rezei muito a São Josemaria. Tenho muita fé nele, tanta fé que pus nas suas mãos a possibilidade de ter filhos. Concedeu-me essa bênção há uns meses. Primeiro tive uma gravidez que não vingou, mas depois de cinco meses, São Josemaria abençoou-me com uma gravidez que até agora tem corrido muito bem. Prometi a São Josemaria que, se for menina chamar-se-á Maria José e se for menino, José Maria. É por este motivo que lhes escrevo: para lhes contar o milagre que São Josemaria me fez.
Patricia Ines Romero Gutiérrez, Peru
9 de Março de 2008

Por “acaso”
Apenas queria comentar convosco que passei por um momento laboral difícil e, por “acaso”, encontrei a página web de S. Josemaria e comecei a fazer a novena do trabalho. Passado um mês, ele e a Virgem Santíssima deram-me o melhor trabalho e o melhor ordenado. Alguém me disse: “a fé é preciso exercitá-la”. Agora ponho em prática isso, e agradeço que esse acaso me tenha posto um santo no meu caminho. Dou mil graças a Deus, à Virgem Maria e a São Josemaria Escrivá porque me fez o milagre em tempo record.
Andrea Catalina Huertas, Colômbia
8 de Março de 2008

“Já estou habituado”
Precisamente no momento em que precisava de imprimir vários documentos que tinha de apresentar no dia seguinte no meu trabalho, para dar por terminada uma tarefa que me tinham pedido, a impressora deixou de funcionar. Foi então que recorri imediatamente a São Josemaria pedindo-lhe que, por favor, me ajudasse a solucionar o problema. No dia seguinte, um meu vizinho disponibilizou-me uma impressora que ele não utilizava por uma quantia insignificante, e ainda três tinteiros novos. Para ser sincero esta graça concedida por São Josemaria não me surpreendeu nada: “já estou habituado”.
Alejandro Prodan, Argentina
7 de Março de 2008

Mais um filho
Obrigada, São Josemaria, por me teres concedido o favor que te pedi: que o meu marido quisesse ter um segundo filho. Estou grávida de dois meses. Obrigada do fundo do coração.
Marie Christine, Bélgica
4 de Março de 2008

Estou firmemente convencida de que nos ajudará
Acabo de conhecer Josemaria Escrivá – ontem -, através de uma minha amiga, e tenho uma intenção desesperada para lhe confiar. Sinto-me já inspirada com o simples facto de ter comigo a sua oração, e estou firmemente convencida de que nos ajudará à minha família e a mim na nossa vicissitude que parece não ter solução. Por isso estou a escrever-lhes esta mensagem de agradecimento e enviarei outra quando o caso se solucionar.
S.G., Estados Unidos
1 de Março de 2008

Nunca experimentei tanta paz
Louvor a Deus, nosso Pai, que nos é sempre fiel. Louvor a Deus que nos criou a nós e a santos tão grandes como São Josemaria, de quem se serve para nos aproximar dele. A fé católica fascinava-me, e há cinco anos, quando nos preparávamos para o casamento, assisti ao curso e converti-me ao catolicismo. Ficava comovida com a fé profunda e com os ensinamentos da Igreja.
Tenho problemas de ansiedade e depressão desde há muito tempo. A partir do mês de Agosto do ano passado procurava o Senhor, mas a ansiedade e os sofrimentos morais e físicos eram tão intensos que me parecia que Deus estava muito longe de mim. Fui por diversas vezes ao hospital, mas davam-me sempre os mesmos medicamentos. Falava com um médico que tinha sempre uma grande paciência para comigo e dedicava bastante tempo a ouvir-me. Dei-me conta que estava a precisar de ajuda psiquiátrica porque me sentia muito triste, oprimida e sem ter a quem recorrer. Fui a um psiquiatra que me deu uns medicamentos que me caíram muito mal. Um dia voltei ao meu médico de sempre. Falou comigo e perguntou-me a que igreja pertencia. Quando lhe disse que era católica, falou-me de São Josemaria Escrivá. Não sabia nada dele; tinha ouvido alguma coisa sobre o Opus Dei, e apenas sabia que levavam muito a sério a fé católica. Pois o médico deu-me a estampa e explicou-me como usá-la. De princípio, confesso que me sentia um tanto céptica, porque ainda não tinha entendido bem a razão pela qual os católicos têm tanta devoção aos santos. Mas rezei-a e pedi-lhe que intercedesse por mim, para que me curasse da minha ansiedade e depressão. Dois dias depois sentia-me outra e nunca experimentei tanta paz! Louvado seja Deus! Pratico melhor a fé católica, e procuro a maneira de cumprir a vontade de Deus na minha vida. Senti a mão de Deus e sei que São Josemaria me aproximou dele.
Jackie, Quénia
28 de Fevereiro de 2008

A Novena do trabalho de São Josemaria
Enviei à minha irmã a novena do trabalho e ela rezou-a. Aprecia-a tanto que a copiou numa mensagem e-mail para enviar uma oração cada dia à sua família e amigos. Esta é uma maneira de difundir a novena. Também uma minha amiga que se chama Maria rezou a Novena do Trabalho e conseguiu um emprego bastante bom para lançar o departamento de recursos humanos numa empresa.
Irene, U.K.
12 de Fevereiro de 2008

O trabalho é para mim
No dia 30 de Janeiro pedi que rezassem por mim para conseguir um trabalho. Nessa mesma noite enviei pela Internet um pedido de trabalho. Não era o primeiro, pois já tinha enviado para os Estados do Texas e do Novo México um número sem conta de pedidos. A minha ansiedade aumentava, e a minha mãe que pertence ao Opus Dei em Torréon, México, sempre me dizia: “pede-o a São Josemaria com muita fé”.
No dia seguinte, a 31 de Janeiro, recebi um telefonema do Arizona onde está localizado o departamento de recursos humanos do hotel para onde tinha enviado o pedido, dizendo-me que na segunda-feira, às 2 pm teria uma entrevista de trabalho, à qual fui. Falei com o gerente da zona, que me explicou todo o sistema e me disse que se poria em contacto comigo na sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008. Nesse dia telefonaram-me do Arizonas comunicando-me a boa notícia de que “o trabalho de gerente residente em Albuquerque, Novo México, era para mim”. Senti uma alegria imensa depois de tanto tempo sem trabalhar: E não era só isso; o ordenado que me davam ia ser de $ 10,000.00 dólares e ainda um apartamento para mim e para o meu marido. Agradeci a Deus e a São Josemaria Escrivá por interceder por mim junto de Deus naquela situação tão desesperada em que me encontrava. E agradeço ainda às pessoas que rezaram por mim. Quero acrescentar que pedi também a D. Álvaro por este favor.
Martha R., Albuquerque, Novo México
11 de Fevereiro de 2008

Amar o Senhor como São Josemaria
Na minha juventude senti-me por diversos momentos da minha vida perdido, triste, desorientado. A fé revelou-se um suporte fulcral na minha vida pois permitiu-me equilibrar nos momentos maus e concentrar-me nos momentos bons. S. Josemaria Escrivá esteve sempre ao meu lado, senti-o e sinto-o todos os dias a orar pelo bem-estar das pessoas, e conforme a situação vivida por ele aquando do episódio de João, o leiteiro em Madrid, também eu peço desculpa a Deus por não o saber amar como S. Josemaria Escrivá O amou. Rezo para que haja paz e bem-estar entre todas as pessoas. Rezar e praticar boas obras são a resposta do cristão perante o mundo "selvagem e louco" em que vivemos.
Daniel F. G. V. T. Pereira, Portugal
1 de Fevereiro de 2008

Dois Trabalhos
Venho divulgar e agradecer publicamente uma graça de São Josemaría.
Estou desempregada. Há três anos rescindi contrato porque não podia nem queria continuar num ritmo de vida que estava a prejudicar a minha saúde e a minha vida familiar. Tenho em perspectiva um trabalho muito interessante mas a concretizar-se só em Junho...e nada é ainda certo. O meu curiculum é muito bom, para o lugar em questão, mas a única "cunha" que tenho é S.Josemaría. Já lhe entreguei este assunto e estou muito confiante. Entretanto pedi-lhe também que estando a acabar o meu subsídio de desemprego, em Abril, me arranjasse qualquer coisa. No dia a seguir ao meu insistente pedido uma ex colega telefonou-me a perguntar se podia dar o meu contacto para um trabalho na minha área (comunicação). Fui à entrevista. É um trabalho pontual, para um mês, mas se correr bem há perspectivas de continuar com mais colaborações. Pedi o dobro do que me ofereceram pois achei que a intensidade e a qualidade do trabalho que me pediam o comportava… e aceitaram! Encomendei a São Josemaría esta questão profissional e tenho a certeza de que me vai ajudar.
Emanuela, Portugal
Janeiro de 2008

Zanguei-me com o meu melhor amigo
Aqui há dois anos zanguei-me com o meu melhor amigo; rezei muito a São Josemaria para fazer as pazes, e a minha petição foi ouvida. Obrigado, meu querido São Josemaria!
Luís M., França
30 de Janeiro de 2008

Problemas com o doutoramento
Andava com problemas com o meu doutoramento pois tinha dificuldades de relacionamento com o meu director. Depois de algumas discussões, comecei a avançar sozinha no trabalho. Não completamente só, porque pedia ajuda a São Josemaria em tudo o que fazia e, como sempre, ele não se fazia rogado. Seis meses depois de ter começado a trabalhar por minha conta, foi o próprio director que me sugeriu mudar de orientador. Este facto foi completamente inesperado: todos me diziam que ele nunca tomaria esta decisão. Por fim também quero dizer que enviei duas comunicações para congressos e um delas foi aceite. Tive, ainda por cima, oportunidade de ir à Terra Santa, e o artigo será publicado numa revista científica. Este último facto foi completamente inesperado. Obrigado.
P.V.
29 de Janeiro de 2008

A tranquilidade que sempre procuramos
Venho agradecer a São Josemaria pois, por sua intercessão, o meu marido foi escolhido para um trabalho que lhe proporcionou grandes vantagens e benefícios económicos e laborais que lhe permitiram ter a tranquilidade que sempre procuramos.
Diana L., Colômbia
17 de Janeiro de 2008

Agradecemos-lhe antecipadamente
Sou de religião hindu. Trabalho numa ONG, em que a gestora é do Opus Dei. Desde que comecei a trabalhar aqui, comecei aos poucos a ter devoção a S. Josemaria, e tive conhecimento da sua estampa. Quando o meu filho ficou doente rezei-lhe em diversas ocasiões. Quero agora dar o meu testemunho de um facto que se passou nos nossos escritórios através de São Josemaria.
Precisávamos de uma licença do Ministério da Administração Interna para levar por diante um projecto. Tentámos conseguir essa licença durante vários anos. Depois de ter ultrapassado todo o género de dificuldades, entregámos os nossos documentos há seis meses, esperando receber em breve a licença. Os meses foram passando, mas nada. Então a minha chefe teve conhecimento de que todos os papeis que tínhamos entregue se haviam extraviado, sem sabermos como tinham desaparecido do serviço do Ministério.
Decidimos então entregá-los de novo. O tempo foi passando sem termos notícias do assunto; a nossa chefe sugeriu-nos então que rezássemos a São Josemaria pedindo-lhe que nos conseguisse a licença no dia do seu aniversário, como presente. Todos nos pusemos a rezar; fomos inclusivamente à Catedral de Nova Deli onde se venera a sua imagem, levando-lhe flores com um cartão em que lhe agradecíamos antecipadamente.
Continuámos arezar para conseguir a licença. No dia 9 de Janeiro, a nossa chefe telefonou para o Ministério às 12.30, e um funcionário disse-lhe que o chefe tinha acabado de regressar de férias, e que ainda não tinha dado andamento ao nosso pedido, e que tinha muito trabalho entre mãos. Disse-lhe que voltasse a telefonar dali a duas ou três semanas.
Mas para nosso espanto, nesse mesmo dia telefonaram do Ministério para falar com a nossa chefe às 18, às 19, e às 20 da tarde. Ela não pôde atender as chamadas, e só às 21 conseguiu pôr-se em contacto. Disseram-lhe que tinham uma boa notícia para ela, e que fosse lá no dia 11 de Janeiro. Fui com ela ao Ministério. Deram-nos a carta em que nos concediam a licença. Enquanto a chefe procedia aos trâmites para receber o papel, vi a data em que a licença tinha sido concedida: 9-01-08. O funcionário disse-nos que o papel tinha sido assinado na noite do dia 9. Aqui as repartições públicas fecham às 17. Estou firmemente convencida ter-se tratado de um favor de São Josemaria à nossa ONG, que adiantou a nossa licença, mas que queria que rezássemos mais dois dias. Estamos muito agradecidas a São Josemaria.
M.S., Índia
16 de Janeiro de 2008

Alguém que me acompanha nos momentos difíceis
Queria começar com o que me aconteceu com uma estampa de São Josemaria Escrivá: no momento em que olhei para ela senti que os seus olhos iam direitos ao meu coração como se estivesse vendo o que se passava na minha vida. Estava grávida correndo o risco de o meu bebé nascer mal. Sempre que tinha de ser examinada agarrava-me a ele com todas as forças, e sentia-me como quando alguém me acompanha nos momentos mais difíceis. No dia do parto sofri muito; o meu bebé tinha problemas para nascer. Tive S. Josemaria muito presente e rezei-lhe e pedi que me ajudasse: a menina nasceu muito bem. Emily, como se chama o meu bebé, está agora bem de saúde e eu também. Desde que conheci pela primeira vez S. Josemaria, tenho-o bem dentro do coração, e rezo e peço-lhe que me ajude; sei que ele me ouve e que não me deixa ficar mal. Obrigada, S. Josemaria.
Elizabeth M., EUA
10 de Janeiro de 2008

Por causa da carpete
Ao procurar uma carpete na loja de uma pessoa conhecida, veio à conversa que, depois de sete anos de casamento, ainda não tinham tido filhos. Dei-lhe uma estampa do fundador do Opus Dei e falei-lhe da sua intercessão. Agradeceu-me, enquanto a guardava. Como não se compram carpetes a miúdo, não se tinha proporcionado voltar a vê-lo, até que um dia me encontrei com ele numa farmácia. Aproximou-se de mim sorridente, dizendo que tinha tido uma menina a quem haviam posto o nome de Maria José em honra da intervenção de São Josemaria, a quem atribui, com toda a certeza, o seu nascimento.
Patrícia Bustany, Líbano
10 de Janeiro de 2008

Receio da greve
Antes do Natal ouvia-se dizer que os maquinistas dos comboios iam entrar em greve a partir de 7 de Janeiro se as negociações dos sindicatos não chegassem aos resultados desejados. Tinha um bilhete de regresso da Baviera para o dia 8, e estava com receio de não poder voltar para casa de dia, pois o trajecto em condições normais dura 8 horas. Via-me de noite sozinha em estações vazias ou à procura de hotel. Não me agradava mesmo nada este panorama. Poderá São Josemaria influenciar a política? Sem pensar mais nisso, segui a minha ideia de lhe fazer uma novena começando exactamente 9 dias antes da minha viagem de regresso. O que me animava eram os favores que costumo ler nesta página web. Para não me alongar demasiado: nunca mais se falou de greve e cheguei à hora prevista a minha casa. Não duvido da intervenção de São Josemaria neste assunto.
A.St., Alemanha
9 de Janeiro de 2008

Ajuda sempre, mesmo em coisas sem importância
Um dia, ao regressar de um passeio pela neve nos Alpes, ao tirar o gorro, perdi um dos meus brincos. Encontrei-o pouco depois porque alguém o tinha posto num lugar bem visível. Infelizmente faltava o pequeno fecho. Procurei-o mas sem êxito. Decidi então recorrer a S. Josemaria dizendo-lhe que naquela altura apenas dispunha desses brincos e que gostaria de os levar postos no resto dos dias que iria passar naquele lugar. Sabia que tem em atenção preocupações insignificantes como esta. Ao entrar numa das salas da casa, vi no chão aquilo que procurava. Agradeci-lhe muito e confirmou-me na certeza de que São Josemaria nunca deixa de nos ouvir.
M.B., Alemanha
4 de Janeiro de 2008

Com alguma desfaçatez e com confiança
Preciso de lentes de contacto para ver, mas por vezes essa grande invenção prega-me partidas e das grandes. No passado mês de Dezembro, numa manhã cheia de pressas, ao pôr a lente no olho esquerdo, senti uma impressão já muito minha conhecida: o roçar da lente que se partia pela beira. Tirá-la, passá-la por água e observar uma pequena racha de 1 mm aproximadamente; foi essa a rotina. Voltei a pô-la na vista, e a mesma impressão. E, embora tenha os óculos como último recurso, lembrei-me de São Josemaria. Desde novinha ouvi e li como ele pedia: SENHOR, QUE VEJA, e com alguma desfaçatez - não era uma coisa assim tão importante -, pedi-lhe, isso sim, com toda a confiança: se quiseres que veja bem, arranja-me a lente. Deve ter achado graça ao pedido porque me ouviu: Tirei a lente da vista, olhei bem para ela, sem encontrar a pequena racha, e sem a passar por água voltei a pô-la na vista sem me incomodar absolutamente nada. Com a tentação da dúvida, voltei a tirá-la e a olhar para ela. A pequena racha tinha desaparecido. Algum leitor circunspecto poderá cair na tentação de sorrir com ironia, pensando num minúsculo fio de lã ou numa poeira. Os míopes como eu vêem muito bem ao pé; e a diferença entre uma racha e estes agentes estranhos é substancial. Fica aqui o depoimento do favor recebido, com uma piscadela de agradecimento a S. Josemaria.
Elvira G.-Lestache, Espanha
4 de Janeiro de 2008


Se deseja enviar relato de favores que recebeu por intercessão de S. Josemaria, pode fazê-lo escrevendo-os no módulo que segue

Para enviar favores

Nome *


País


E-mail


Publicar? *
SIM       NÃO

Código de Segurança *
 
Introduza os números na quadrícula.

Comentário *


  • Os campos marcados com * são obrigatórios
  • O código de segurança é para evitar que programas automatizados possam enviar correio electrónico não desejado
  • Os dados recolhidos neste formulário serão tratados de acordo com as normas da legislação vigente. Serão utilizados exclusivamente para fornecer o serviço solicitado e, conforme os casos, para sucessivas ampliações ou melhorias. Em caso algum serão transferidos para terceiros. O assinante do serviço pode consultar, modificar ou anular os dados que facultou.