São Josemaria Escrivá. Fundador do Opus Dei - Aconteceu nesta data Vida e ensinamentos de São Josemaria em cada dia. http://www.pt.josemariaescriva.info/ <![CDATA[20.1.1933]]> Escreve “É uma questão de segundos... Pensa antes de começar qualquer trabalho: que quer Deus de mim neste assunto? E com a graça divina, fá-lo”.]]> <![CDATA[19.1.1934]]> Escreve: “Que boa coisa é ser criança! – Quando um homem solicita um favor, é preciso que no requerimento junte a folha dos seus méritos. Quando quem pede é um miúdo – como as crianças não têm méritos – basta-lhe dizer: sou filho de Fulano. Ah, Senhor – di-lo com toda a alma! – eu sou filho... filho de Deus!”]]> <![CDATA[18.1.1932]]> Escreve um propósito: “Dedicarei o Domingo à Trindade Beatíssima. A Segunda-feira, às minhas boas amigas, as Almas do Purgatório. A Terça-feira, ao meu Anjo da Guarda e a todos os outros Anjos da Guarda, e a todos os anjos do céu sem distinção. A Quarta-feira, ao meu Pai e Senhor São José. A Quinta-feira, à Sagrada Eucaristia. A Sexta-feira, à Paixão de Jesus. O Sábado, à Virgem Santa Maria, minha Mãe”.]]> <![CDATA[17.1.1935]]> Passa o mês de Janeiro entre dificuldades económicas e materiais para levar para a frente a residência de estudantes DYA, de que é director Ricardo Fernández Vallespín: No dia 17 vai com ele e com Juan Jiménez Vargas ao Cerro de los Ángeles, a uns 10 km de Madrid. A fotografia é tirada nesse dia.]]> <![CDATA[16.1.1932]]> Escreve: “Menino, oferece-lhe todos os dias... as próprias fragilidades”.]]> <![CDATA[15.1.1943]]> José Orlandis e Salvador Canals foram recebidos em audiência por Pio XII. Falaram com o Santo Padre sobre o Opus Dei e Josemaria Escrivá. “A audiência durou cerca de 10 minutos - refere J. Orlandis – e antes de terminar, o Papa pediu-nos que transmitíssemos a sua bênção especial ao Fundador do Opus Dei”.]]> <![CDATA[14.1.1932]]> Depois de acompanhar uma doente, no momento da morte, escreve: “Bendita seja a dor. – Amada seja a dor. – Santificada seja a dor... Glorificada seja a dor!”]]> <![CDATA[13.1.1902]]> Josemaria é batizado em 1902, em Barbastro: Desse dia, guardou uma lembrança material permanente na sua residência de Roma: em 1957, o Cabido da Catedral e o Bispo de Barbastro, ofereceram-lhe as pedras da pia batismal. Convenientemente restaurada, foi colocada no acesso da igreja prelatícia de Santa Maria da Paz, em Roma, como pia de água benta. Com frequência, ao passar junto dela, repetia: “Aqui me tornei cristão”. Gostava de recordar o seu batismo e meditar sobre a recepção do dom da fé e o início da presença do Espírito Santo na alma, que começava a realizar de um modo misterioso, mas eficaz, o seu labor de santificação. “Ao trazer-te à Igreja – vem escrito em Forja -, Nosso Senhor pôs-te na alma um selo indelével, por meio do Batismo: és filho de Deus. – Não o esqueças!”.]]> <![CDATA[12.1.1938]]> “Diz-lhe a... esse, que preciso de cinquenta homens que amem a Jesus Cristo sobre todas as coisas”. Este ponto de Caminho nasce de uma anotação semelhante a esta redigida em 1938, poucos dias depois de chegar a Burgos.]]> <![CDATA[11.1.1938]]> Em Burgos, a propósito da conversa com um sacerdote, escreve nos seus Apontamentos íntimos: “Participa na crença de que os sacerdotes, para além do Anjo da Guarda, também têm, devido ao nosso ministério, um Arcanjo. Saí daquela casa com uma alegria profunda. E pensei com certeza plena que, se não tiver um Arcanjo, Jesus acabará por mo mandar, para que a minha oração ao Arcanjo não seja estéril”.]]>