São Josemaria Escrivá. Fundador do Opus Dei - Aconteceu nesta data Vida e ensinamentos de São Josemaria em cada dia. http://www.pt.josemariaescriva.info/ <![CDATA[23.5.1975]]> Encontra-se no santuário de Torreciudad com D. Álvaro del Portillo e o arquiteto Heliodoro Dols. Depois de contemplar o retábulo comenta: “Com material humilde desta nossa terra fizestes material divino”.]]> <![CDATA[22.5.1974]]> Chega ao Rio de Janeiro (Brasil) onde inicia uma viagem de catequese por vários países da América do Sul. “Neste país abris com naturalidade os braços a toda a gente e recebeis com carinho. Queria que isso se convertesse num movimento sobrenatural, num empenho grande por dar a conhecer Deus a todas as almas, de unir, de fazer o bem não só nesta nação, mas também, a partir deste grande país, a todo o mundo. Podeis! E deveis! E já que o Senhor vos dá os meios, dar-vos-á também a vontade de trabalhar”.]]> <![CDATA[21.5.1937]]> “Em carne viva. É assim que te encontras. Tudo te faz sofrer, nas potências e nos sentidos. E tudo é tentação para ti… - pobre filho! Sê humilde. Verás como te tiram depressa desse estado. E a dor, transformar-se-á em alegria; a tentação, em segura firmeza. Mas, entretanto, aviva a tua fé; enche-te de esperança; e faz contínuos actos de Amor, embora penses que não passam de simples palavras”, escreve nos seus Apontamentos íntimos durante um período de purificação interior.]]> <![CDATA[20.5.1970]]> Faz a sua oração em voz alta em frente à imagem da Virgem de Guadalupe no México: “Ofereço-te um futuro de amor, com muitas almas. Eu – que não sou nada, que não posso nada – atrevo-me a oferecer-te muitas almas, uma infinidade de almas, vagas de almas, em todo o mundo e em todos os tempos, decididas a entregarem-se ao teu Filho, e ao serviço dos demais, para levá-los até Ele”.]]> <![CDATA[19.5.1966]]> Nesse dia prega: “A vida de oração tem de fundamentar-se, além disso, em pequenos espaços de tempo, dedicados exclusivamente a estar com Deus. São momentos de colóquio sem ruído de palavras, junto ao Sacrário sempre que possível, para agradecer ao Senhor essa espera – tão só! – desde há vinte séculos. A oração mental é diálogo com Deus, de coração a coração, em que intervém a alma toda: a inteligência e a imaginação, a memória e a vontade. Uma meditação que contribui para dar valor sobrenatural à nossa pobre vida humana, à nossa vida corrente e diária”.]]> <![CDATA[18.5.1925]]> Termina o seu ministério na paróquia de Perdiguera, povoação perto de Saragoça. Anos mais tarde recordará: “Hospedei-me na casa de um camponês muito bom. Tinha um filho que todas as manhãs saía com as suas cabras, e eu tinha pena dele ao ver que passava lá todo o dia com o rebanho. Quis dar-lhe um pouco de catecismo para ele poder fazer a Primeira Comunhão. Um dia lembrei-me de lhe perguntar, para ver como é que ia assimilando as aulas: - Se fosses rico, muito rico, o que gostavas de fazer? – O que é ser rico? Perguntou-me. – Ser rico é ter muito dinheiro, ter um banco…- E… o que é um banco? Expliquei-lhe de um modo simples e continuei: - Ser rico é ter muitas quintas e, em lugar de cabras, umas vacas muito grandes. Depois, ir a reuniões, mudar de fato três vezes por dia… O que é que tu farias se fosses rico? Abriu muito os olhos e por fim disse: - Eu havia de comer cada prato de sopas de vinho!... Todas as ambições são apenas isso; nada vale a pena. É curioso, nunca me esqueci daquilo. Fiquei muito sério e pensei: Josemaria está a falar o Espírito Santo. Foi isto que fez a Sabedoria de Deus para me ensinar que tudo na terra era assim: muito pouca coisa”.]]> <![CDATA[17.5.1992]]> João Paulo II beatifica Josemaria Escrivá de Balaguer. Na homilia, diz: “Com sobrenatural intuição, o Beato Josemaria pregou incansavelmente o chamamento universal à santidade e ao apostolado. Cristo convoca todos a santificarem-se na realidade da vida quotidiana; por isso, o trabalho é também meio de santificação pessoal e de apostolado quando se vive em união com Jesus Cristo, pois o Filho de Deus, ao encarnar, uniu-se de certo modo a toda a realidade do homem e a toda a criação”. Ler a Homilia de João Paulo II (na Missa da Beatificação) ]]> <![CDATA[16.5.1970]]> Inicia uma novena na Basílica de Guadalupe, no México, para pedir pela paz no mundo, pela Igreja e pelo Romano Pontífice: “Vim ver a Virgem de Guadalupe e de passagem ver-vos a vós. Não vos aborreceis por ser o segundo motivo?” Mais tarde acrescenta: “Não vim ensinar, mas aprender”. Ler mais sobre as viagens de catequese]]> <![CDATA[15.5.1935]]> “Desde que temos a Jesus no Sacrário desta Casa, nota-se extraordinariamente: Ele veio, e aumentou a extensão e a intensidade do nosso trabalho”, escreve, referindo-se à Residência de estudantes de Ferraz (Madrid).]]> <![CDATA[14.5.1951]]> Em Roma, consagra o Opus Dei e as famílias dos seus membros à Sagrada Família. Mais tarde comentará que decidiu “pôr sob o patrocínio da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, as nossas famílias: para que consigam participar do gaudium cum pace da Obra, e obtenham do Senhor o carinho para com o Opus Dei”.]]>