InícioTestemunhos
Testemunhos

Alessandra Borghese, Jornalista, Itália

O normal e corrente torna-se extraordinário

23 Janeiro 2009

Outro santo de quem muito gosto e a quem devo uma orientação importante na minha vida espiritual é Josemaria Escrivá. É o fundador do Opus Dei. Não faço parte dessa Obra. Sinto-me, no entanto, muito atraída pela espiritualidade em que se funda e que é, justamente, a espiritualidade que este sacerdote espanhol propõe. Habitualmente, pensamos que para crescer na vida espiritual, para nos tornarmos santos, é necessário fazer coisas extraordinárias, fora do comum. Todavia Escrivá ensinou-nos que basta fazer com amor o nosso dever ou o trabalho profissional a que a vida nos chama.

[continuar a ler...]

A cadeira de rodas entrou na minha vida aos 35 anos

Susana Chávez, Buenos Aires, Argentina

21 Janeiro 2009

Redescobri o valor de viver na graça de Deus, pelos ensinamentos do Fundador do Opus Dei


Há anos vi um filme de um encontro com o Fundador do Opus Dei no Teatro Coliseo, de Buenos Aires, e ainda hoje recordo o impacto que me causou a intervenção de uma mulher, sentada na sua cadeira de rodas. Senti-me muito identificada com ela, porque eu, naquela mesma situação, queria saber o que nós, sendo deficientes motores, podíamos fazer pelo Opus Dei, além de rezar e oferecer a Deus as nossas limitações.

[continuar a ler...]

Da Índia

Num rikshaw de Bombaim

18 Janeiro 2009

Deixei a minha agenda pessoal esquecida num rikshaw. Dentro tinha uma estampa de S. Josemaria com relíquia. Andava a pedir-lhe a cura do meu pai, gravemente doente, além de muitas outras coisas. Estava com muita pena de a ter perdido mas parecia-me quase impossível recuperá-la. Estes veículos – os rikshaws – que funcionam como táxis são aos milhares na minha cidade, Bombaim. Ainda para mais os católicos aqui são uma minoria: quem iria preocupar-se com a estampa de um sacerdote católico?

[continuar a ler...]

Sou de religião hindu

Nilisha Rao, Nova Deli, Índia

17 Janeiro 2009

Sou natural da Índia e de religião hindu, e interessada em tudo o que se refere à vida transcendente. A minha relação com o Opus Dei remonta aos seus inícios em Nova Deli e tem sido de uma grande ajuda na procura do meu caminho espiritual. Conhecer Josemaria Escrivá e a sua missão motivou-me muito. Li praticamente todos os seus livros Caminho, Forja, Amigos de Deus, etc. Tenho por ele um grande respeito e rezo a Deus através dele para que me conceda a sua bênção e me ajude a ser melhor.

[continuar a ler...]

Pensava que a santidade era só para sacerdotes e religiosos

Roger Bissonette, motorista de autocarros escolares, Quebeque, Canadá

15 Janeiro 2009

Eu praticava a fé, ia à Missa todos os domingos, mas nunca me passou pela cabeça que pudesse procurar a santidade. Isso, pensava eu, é só para sacerdotes e religiosos. Mas, quando a minha mulher me deu a ler algumas das homilias de São Josemaria, descobri que eu também podia chegar a ser santo. Foi uma grande novidade.

Defendendo a vida na opinião pública

Paul Swope, director executivo da Caring Foundation

11 Janeiro 2009

Trabalho para uma organização, nascida nos Estados Unidos, com o nome Caring Foundation. É um grupo direccionado unicamente para a defesa da vida no âmbito da legalização do aborto. Mais do que tentar ilegalizar o aborto através de meios legislativos e políticos, criámos anúncios para a televisão que apelam à consciência da mulher face à decisão do aborto. Em vez de combater o ‘direito de escolher’, o por parte da mulher, tentamos ajudá-la a decidir por ela própria que essa não é uma escolha positiva. Estou certo que São Josemaria teria apreciado muito esta abordagem. Dado que tenho reflectido, e também a Fundação com a qual eu trabalho, sobre os seus ensinamentos, cheguei à conclusão de que desejaria partilhar outras ideias paralelas convosco.

[continuar a ler...]

Através de um filme

Vickie Amulega, professora e dona de casa, Nairobi, Quénia

11 Janeiro 2009

São 18.35. De regresso a casa penso no que tenho de escrever. Aproximo-me da porta e enquanto procuro na carteira a chave, reparo que a roupa lavada ainda está estendida...

[continuar a ler...]

Sou paraplégico há mais de 20 anos

Guillermo Juez, biólogo, filósofo e sacerdote, Espanha

11 Janeiro 2009

Gostaria de explicar como me tem ajudado o exemplo e os ensinamentos de São Josemaria para tentar santificar a minha doença e encontrar Cristo nela. Farei uma consideração prévia. Durante estes anos falei algumas vezes com diversos doentes com mais experiência da dor do que eu. Parece-me que os doentes ou os deficientes têm em comum a falta de saúde, mas somos diferentes em quase tudo o resto. Há um núcleo comum do espírito de São Josemaria em que todos os doentes nos fixamos - aqueles com quem falei, e eu próprio -; mas depois, segundo o tipo de lesão e segundo o modo de ser de cada um, ajudam-nos mais certos aspectos da sua vida e dos seus textos.

[continuar a ler...]

Até à última pedra

Regina N. Eya, professora de Psicologia na Enugu State University, Enugu, Nigéria

10 Janeiro 2009

O segredo para fazer um trabalho da melhor maneira possível é o amor com que o começo, o continuo e o acabo e o amor com que o ofereço; e esta é uma tarefa de cada dia. Sei que Deus me vê e é testemunha do meu esforço. No meu gabinete, utilizo objectos pequenos – um crucifixo, uma imagem de Nossa Senhora, etc. – que me ajudem a lembrar-me de Deus e a rectificar frequentemente a intenção, a enfrentar problemas em relação a algum colega ou a uma situação extraordinária de fadiga. Rectificar a intenção é necessário para acabar o trabalho até ao fim, até à última pedra.

Chegar ao coração de cada pessoa

Lucia Vinco, Itália

8 Janeiro 2009

Trabalhei vários anos em escolas de hotelaria e, simultaneamente, no sector de serviços; agora encontro-me a frequentar um curso para me licenciar em Dietética porque a formação me parece essencial, também a científica, para fazer o meu trabalho com competência profissional. Nas circunstâncias actuais em que a eficácia e o interesse económico são frequentemente o modelo de gestão na nossa sociedade, entendi, graças aos ensinamentos de São Josemaria, a necessidade de percorrer um caminho que conduzisse ao bem-estar da pessoa, precisamente quando se toma a sério o seu cuidado e atenção.

[continuar a ler...]