InícioTestemunhos
Testemunhos

Um raio de luz

Cada santo é como um raio de luz que sai da palavra de Deus, afirma Bento XVI. As grandes espiritualidades na história da Igreja surgiram de uma referência explícita à Sagrada Escritura. Entre os mais recentes pensemos também em São Josemaria e na sua pregação sobre o chamamento universal à santidade.

19 Novembro 2010

Cada santo é como um raio de luz que sai da palavra de Deus, afirma Bento XVI. As grandes espiritualidades na história da Igreja surgiram de uma referência explícita à Sagrada Escritura. Entre os mais recentes pensemos também em São Josemaria e na sua pregação sobre o chamamento universal à santidade.

[continuar a ler...]

Descobri o que me faltava

Quando Mané Ribeiro descobriu o Opus Dei na Internet, encontrou a paz e a alegria que tinha perdido. Desde então, procura “converter todos os momentos e circunstâncias da minha vida em ocasião de amar e servir”, como diz a pagela de S. Josemaria.

30 Outubro 2010

Conheci o Opus Dei há uns seis anos, pesquisando na Internet. Tinha filhos pequenos, muitas noites sem dormir e nessa altura a minha vida era muito complicada. Estava à procura de qualquer coisa que me desse a estabilidade que tinha perdido e, encontrei o Opus Dei .A partir desse momento tenho um guia para a minha vida espiritual e uma alegria profunda que é o que mais me atrai na mensagem de S. Josemaria.

[continuar a ler...]

"Temos problemas, mas não é necessário que os outros saibam"

Marta Tuñón. Madrid. Estudante de Ciências Empresariais. Quando decidi ir ao Quénia no Verão, descobri um facto que me tinha passado desapercebido durante anos: São Josemaria começou a fazer o Opus Dei trabalhando entre os pobres e os doentes de Madrid.

Madrid, 26 Outubro 2010

Quando decidi ir ao Quénia no Verão, descobri um facto que me tinha passado desapercebido durante anos: São Josemaria começou a fazer o Opus Dei trabalhando entre os pobres e os doentes de Madrid.

[continuar a ler...]

Deus é mais forte que as circunstâncias

Natasha nasceu em Leninegrado. Deus parecia-lhe como se fosse um objecto mais no Universo e assim reflectia: “Existe o planeta Marte e existe também Deus”

São Petersburgo, Rússia, 27 Setembro 2010

Nasci nos arredores de Leninegrado, numa família de professores. Era gente boa e honrada, mas que – como a maioria dos soviéticos – não falavam nunca de Deus aos filhos. Os dois, meu pai e minha mãe, ficaram órfãos na primeira infância, tendo sido os seus pais vítimas da repressão do ano 1937.

[continuar a ler...]

Sim, Deus é meu pai! Não me vai abandonar agora!

Virgínia é advogada e mãe de três filhos. É cooperadora do Opus Dei. Escreve-nos de Hong-Kong relatando a intercessão de S. Josemaria na doença de um dos filhos

18 Setembro 2010

O meu filho Guilherme tem disgenesia total do corpo caloso O diagnóstico foi feito durante a gravidez acompanhado de sintomas tão graves que me fizeram viver meses de muitíssima angústia e incerteza

[continuar a ler...]

Uma “pílula” para evitar um problema

Somos uma família de 11 irmãos de Santa Fé Ocaña, Guatemala. O meu pai tem uma plantação de rosas e nós ajudamos no trabalho. Quando a minha mãe – que tem 43 anos – ficou grávida do último dos meus irmãos, tiveram de a levar ao médico ...

6 Junho 2010

Somos uma família de 11 irmãos de Santa Fé Ocaña, Guatemala. O meu pai tem uma plantação de rosas e nós ajudamos no trabalho. Quando a minha mãe – que tem 43 anos – ficou grávida do último dos meus irmãos, tiveram de a levar ao médico por causa de um mal-estar no estômago. O médico que a viu, sem pensar mais, aconselhou-a a tomar uns comprimidos para interromper a gravidez: era muito fácil, não ia sofrer e ela podia ser tratada e recuperar sem problemas.

[continuar a ler...]

O meu encontro com São Josemaria nas catacumbas

Foi num dia de finais de Setembro, durante as Jornadas Europeias do Património nas Catacumbas de São Sebastião -em Roma -, onde trabalho como guia de francês, italiano e espanhol.

6 Maio 2010

Estava a explicar o local a um grupo de espanhóis, muito interessados. No fim da visita, uma jovem veio agradecer-me a explicação pela sua profundidade e por falar tão bem castelhano. E depois quis dar-me a pagela de São Josemaria, mas disse-lhe que não estava interessada.

[continuar a ler...]

Cardeal Marian Jaworski

O Cardeal Marian Jaworski, Arcebispo emérito de Leópolis, vive actualmente em Cracóvia.

30 Abril 2010

Qual a importância do carisma de S. Josemaria para a Igreja?
Nos últimos dias estive a ler, em polaco, as memórias de S. Josemaria, escritas pelo seu sucessor, o Bispo Prelado D. Javier Echevarría: Posso afirmar que esta leitura me está a deixar impressionado. Parece-me necessário ler esse livro para conhecer bem o Opus Dei. As memórias estão escritas de forma original, isto é, não são uma biografia clássica.

[continuar a ler...]

Graças ao Papa e a ‘Caminho’

Christian Wilkie trabalha como enfermeiro numa prisão de alta segurança. Vive desde sempre numa região da antiga RDA, no leste da Alemanha. É cooperador do Opus Dei. Até ao dia 19 de Abril de 2005, nunca tinha tido contacto com a Igreja Católica.

24 Abril 2010

Até ao dia 19 de Abril de 2005, nunca tinha tido contacto com a Igreja católica. Nesse dia completava os 28 anos, quando às três da tarde um meu tio me telefonou para me felicitar. Depois disse-me que um alemão tinha sido eleito como novo Papa e que o poderia ver na televisão nesse momento. E assim se despediu o meu tio.

[continuar a ler...]

Anthony Muheria, bispo de Kitui (Quénia)

Como Igreja temos de propiciar encontros com pessoas muito diversificadas, e não rejeitar ninguém. São Josemaria dizia que só há uma tribo, só há uma raça, a dos filhos de Deus.

28 Março 2010

Os ensinamentos do fundador do Opus Dei estimulam-me nas minhas actividades. Como impulsionou muitas iniciativas de carácter social, ele interpela-me e ajuda-me a viver a justiça social com caridade. Também me é muito útil o seu optimismo para evitar o fatalismo e o deixar correr. Por exemplo, embora a minha diocese esteja situada numa das zonas mais pobres, seca e árida, temos muita esperança. Depois de anos de fome e seca terríveis, as chuvas recentes vão-nos proporcionar a primeira colheita em cinco anos. Foram anos muito duros, e conseguimos sobreviver graças a ajudas do governo e de ONG. As pessoas não se querem ir embora, estão dispostas a lutar.

[continuar a ler...]